Comportamento Saúde & Bem-estar

Como fazer alongamento da forma correta

[mp_script_post_header]

Praticar atividade física é um hábito que devemos manter em nossas vidas. Além de ajudar a promover uma rotina mais saudável, contribui para o emagrecimento, fortalecimento e aumento da resistência muscular, por exemplo.

No entanto, é preciso ter cuidados na hora de se exercitar, principalmente, quem ainda não tem o costume de fazer isso diariamente. A falta de familiaridade com os exercícios pode levar a problemas que vão desde lesões a outras situações mais graves.

Para evitar essas disfunções é preciso se alongar. Você sabe qual é a importância desse exercício ao praticar as atividades físicas? Veja a explicação adiante.

Como alongar?

Antes de iniciar a atividade física, dedique cerca de 10 minutos para os alongamentos. O ideal é ter a supervisão de um profissional da área, pelo menos, nas primeiras vezes.

Uma dica para começar, é dedicando tempo para o pré-aquecimento, que pode ser realizado por meio de corridas, caminhadas, flexões, polichinelos. Depois inicie valorizando os músculos primários (costas, peitoral, posterior das coxas). Por fim, encerre o alongamento com os músculos secundários (bíceps, tríceps, músculos das mãos e dedos).

Trabalhe alinhamento e postura, pois isso ajudará, não apenas a desempenhar um bom papel durante a atividade, mas fará com que as partes do seu corpo que serão mais exigidas, como os membros superiores e inferiores, coluna, lombar e pescoço estejam prontos.

Por que alongar?

O alongamento envolve uma série de leves atividades que precedem a realização de exercícios físicos de maior impacto. É pelo ato de alongar que preparamos o corpo para aguentar a carga das atividades que realizaremos. Alongar é muito importante porque serve como uma forma de aquecer os músculos, ajuda a estirar as fibras musculares e, com isso, colabora para que tenhamos mais flexibilidade.

O alongamento traz uma série de benefícios para o corpo e a saúde, por exemplo:

– Promove correções na postura, ajudando a ter menos chances de contrair problemas na coluna;

– Essencial para não corrermos riscos de lesões musculares. Treinar sem alongar coloca em risco a nossa integridade física;

– Estimula o cérebro a produzir e liberar serotonina, conhecida como o hormônio do bem-estar. Isso nos dá sensação de prazer durante a realização das atividades físicas;

– É muito importante para mulheres, pois ajuda a suavizar as cólicas sofridas durante a menstruação;

– Melhora a circulação sanguínea para encarar o desgaste sofrido durante as atividades físicas.

Cuidados com o alongamento

Apesar dos benefícios, alongar “de qualquer jeito” pode trazer consequências negativas. Dessa forma, é necessário ter muita cautela. Veja alguns cuidados:

– Antes de fazer atividades de alongamento, realize caminhada ou corrida. Isso ajuda o corpo a aquecer previamente;

– Não faça alongamentos sem orientação se não souber realizar os movimentos de forma correta. Se você sofreu alguma lesão e está em recuperação, busque o auxílio de um profissional que oriente quais e como devem ser feitos os exercícios;

– Tenha cuidado com o excesso de alongamento, pois isso pode provocar lesões;

– Respeite os limites do seu corpo. Se sentir muitas dores, interrompa os movimentos. Não abuse da sua saúde.

Onde praticar alongamento?

A melhor opção para prática de alongamento é em locais arejados e com espaço.

Fonte: Clube Santa Mônica


Talvez você também goste