Comportamento Saúde & Bem-estar

Estudo alerta que guarda-sol não protege a pele em dias ensolarados

Foto: Reprodução/Divulgação

Se você chegou na praia e esqueceu do protetor solar, você pode até pensar que o guarda-sol vai te ajudar, ao fazer uma barreia de proteção que impede os raios solares de entrarem diretamente em contato com a sua pele. Mas um novo estudo diz que você está absolutamente errado (e que da próxima vez, é melhor voltar para casa e pegar o filtro ou comprar um no caminho).

“Ir para a praia é como entrar em uma cama de bronzeamento gigante. A radiação não vem apenas na exposição direta ao sol, mas a areia e a água também refletem o UVA e UVB, além do seu corpo sentir o Infrared por meio do calor. E um recente estudo americano é enfático ao destacar que o guarda-sol oferece uma proteção solar quase nula. Todas essas radiações estão associadas ao envelhecimento precoce da pele e favorecem o aparecimento do câncer de pele”, afirma a dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, Dra. Claudia Marçal.

O estudo Sun Protection by Umbrellas and Walls foi publicado em outubro desse ano na revista Photochemical & Photobiological Sciences.

Atenção redobrada

Além de descobrir que o guarda-sol não é eficiente, outro achado do estudo tem uma maior implicação: a falsa proteção pode aumentar o risco de queimaduras, já que quando alguém está descansando à sombra do guarda-sol, sente menos calor – mas isso não significa que a radiação não está lá.

“Isso dá às pessoas uma falsa sensação de proteção que leva a uma exposição excessiva à radiação ultravioleta nociva”, afirma a médica.

De acordo com os pesquisadores, a quantidade de proteção FPS que você recebe depois de se refugiar sob um grande guarda-sol é de, no melhor dos casos, FPS 7. Apenas para registro, a Sociedade Brasileira de Dermatologia orienta pelo menos FPS 30.

A especialista ainda ressalta que a pesquisa serve como um reforço para o uso do filtro solar, aliado a chapéus ou bonés com FPS.


Talvez você também goste