Comportamento Saúde & Bem-estar

Estudo sugere que homens também têm relógio biológico

[mp_script_post_header]

Mulheres que esperam se tornar mães na faixa dos 40 devem escolher homens mais jovens porque não será uma tarefa fácil conseguir isso com homens da mesma idade. Uma nova pesquisa apelida o comportamento de ‘fenômeno puma’.

Embora não exista menopausa masculina, o novo estudo alerta que o relógio biológico também apita para os homens – e pode parar na faixa dos 43 anos.

Pesquisadores da Universidade de McGill, no Canadá, mostrou que a idade dos homens é tão importante quanto a das mulheres para determinar se casais nessa faixa etária terão filhos ou não.

Anteriormente acreditava-se que os homens poderiam ter filhos a qualquer momento da vida, porque eles continuam produzindo novos espermas; ao contrário das mulheres, que têm os mesmos ovários desde o nascimento.

Mas agora os cientistas acreditam que as mutações podem interferir na reprodução de espermatozoides ao longo do tempo.

Isso significa que mulheres de 40 anos deveriam procurar por parceiros mais jovens para ampliar as chances de se tornarem mãe.

Os pesquisadores estudaram mulheres entre 40 e 46 anos que realizaram ciclos de fertilização in vitro entre 2010 e 2012. Em casais em que o homem tinha 43 anos ou mais, não havia filhos. Mas as mulheres mais velhas com parceiros jovens passaram a ter filhos.

Estudos anteriores mostraram que crianças nascidas de homens com mais de 55 anos têm maior risco de autismo, transtorno bipolar, baixo QI e esquizofrenia. A nova pesquisa, no entanto, indica que aos 40 e poucos anos os homens já estão começando a perder sua fertilidade.

Nos últimos 40 anos, a idade média de maternidade na Inglaterra tem aumentado de forma constante, tanto entre homens quanto em mulheres.


Talvez você também goste