Comportamento Moda & Beleza

Celulite é um dos problemas estéticos mais temidos

A celulite tem o nome técnico de Lipodistrofia Ginóide e nada mais é do que o depósito de gordura sob a pele.  “Ela se caracteriza pelo aspecto ondulado da epiderme, tipo “casca de laranja”, e é mais comum em algumas áreas do corpo como quadris, coxas,  adegas, parte inferior do abdômen, braços e nuca”, explica a dermatologista Dra. Mônica Fialho, diretora da clínica Barraskin no Rio de Janeiro.

A celulite costuma afetar cerca de 95% das mulheres após a puberdade, e é mais comum entre as de pele branca. “As “ondulações” da pele típicas da celulite ocorrem devido à saliência da gordura hipodérmica na pele. Ela aparece quando há uma alteração causada pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células, fazendo com que essas células fiquem cheias e endurecidas, deixando o local com desníveis (ondulações e retrações) e nódulos”, detalha a médica.

A celulite pode estar ou não associada à obesidade. Com o aumento do peso, ela aparece mais, pois o aumento das células gordurosas acentua o repuxamento das fibras.

“Quando o acúmulo de gordura ocorre de forma excessiva, pode comprimir vasos sanguíneos e linfáticos levando a formação de edema(inchaço) e fibrose. Nesta situação, a celulite se torna mais grave, formando áreas endurecidas e nodulares. Em alguns casos, ocorre até mesmo inflamação e dor local”, alerta a dermatologista Mônica Fialho.

Para obter e manter bom resultado no tratamento de celulite é importante destacar que o paciente deve ter uma rotina de alimentação saudável e exercícios físicos.  “Se for possível realizar periodicamente massagem ou drenagem manual, o resultado pode ser melhor”, recomenda a médica.

Há várias opções de tratamentos oferecidos no mercado, mas é preciso ter cuidado e avaliar com crítica essas propostas que, muitas vezes, têm custos elevados e desproporcionais aos resultados possíveis. “É fundamental a avaliação de um médico dermatologista. Entre tratamentos que podem ser recomendamos estão a radiofrequência, que pode ser associada a radiação infravermelha, e o ultrassom macro focado. Massagem e drenagem auxiliam na circulação.  Cabe destacar que nenhum tratamento para celulite e flacidez funciona sem  hábitos alimentares saudáveis. É preciso reduzir o consumo de açúcar e gorduras, tomar muita água e praticar exercícios físicos”, conclui Dra. Mônica.

Fonte: Dra. Mônica Fialho, especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, pós-graduada em Dermatologia pela Universidade do Estado do Rio de janeiro (UERJ), pós-graduada em Cirurgia Dermatológica pelo Hospital Geral de Bonsucesso e dirige a Clínica BarraSkin, no Rio de Janeiro.

Leave a Comment

Your email address will not be published.


Talvez você também goste