Comportamento Moda & Beleza

Tinturas podem fazer o cabelo cair? Saiba como proteger os fios

Foto: Reprodução/Divulgação

Pintar o cabelo é um dos principais artifícios para dar um up no visual, mas a tintura e a descoloração são responsáveis por um dano químico no cabelo: “Quando a paciente pinta o cabelo, há uma perda proteica causada pela oxidação de aminoácidos no fio. Essa diminuição dos níveis de queratina leva a uma redução da força capilar, além da remoção de pigmentos naturais”, explica a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

“Nos processos de coloração Permanentes e semi-Permanentes, ocorre a abertura das escamas da fibra capilar pela ação de amônia e monoetanolamina”, explica. “Quimicamente, o processo de tintura provoca a quebra das pontes de Hidrogênio e Salinas. Isso vai resultar na perda de água e acentuar o comprometimento da resistência, maciez e brilho dos fios”, comenta a dermatologista.

A médica explica, no entanto, que o processo de descoloração é ainda mais agressivo. “A descoloração capilar com uso de Persulfatos (sódio, amônio e potássio) destrói totalmente as ligações de hidrogênio, grande parte das ligações salinas e parcialmente as ligações cisteínicas, resultando em um cabelo extremamente desidratado e fraco. Em processos de descoloração, o tempo e a concentração em volume da água oxigenada são fundamentais para determinar o nível de descoloração e a agressão aos fios de cabelo: quanto maior, pior o dano”, alerta.

Já Mika Yamaguchi, farmacêutica e diretora científica da Biotec Dermocosméticos, explica que, mesmo com os cabelos hidratados e cuidados, a tintura capilar tende a trazer alguns problemas aos usuários: “O ressecamento do cabelo é um dos principais pontos, pois a tinta altera as propriedades da queratina, que é um protetor natural dos fios. Além disso, segundo estudos, é prejudicial ao couro cabeludo deixar a tintura agir por mais tempo do que o prescrito; fazer misturas caseiras e utilizar itens não indicados pelo fabricante durante o preparo também são erros que podem causar irritação ao couro cabeludo, alteração de brilho e má penteabilidade (os fios embaraçam facilmente), deixando os cabelos fragilizados”, explica a especialista. É necessário saber a hora de parar, porque depois de certo tempo, a cutícula do cabelo já está saturada e de nada adiantará manter o produto na cabeça, pois causará apenas irritação do couro cabeludo e possivelmente provocará a queda capilar.

Existem no mercado muitas marcas e tipos de cores para tingir os cabelos. A grande maioria delas possui tecnologia para preservar ao máximo a integridade da queratina; por isso, é importante investir em produtos conceituados, seguir rigorosamente as instruções de aplicação e, de preferência, procurar um profissional.


Talvez você também goste