Comportamento Moda & Beleza

Verde e amarelo! Veja os melhores e piores looks da Copa

[mp_script_post_header]

A Copa do Mundo foi o grande acontecimento do Brasil em 2014. Dentro de campo brilhavam astros do futebol. Fora dele, era muita gente famosa dando pinta em festas, estádios e badalações. E, geralmente para um grande evento, as pessoas tiram suas melhores opções de roupa do armário, certo? Pois não foi isso que aconteceu com algumas das celebridades nacionais e internacionais que estiveram por aqui entre junho e julho. Por isso, selecionamos quem merece levar a taça na Copa do Mundo fashion. Confira:

Alemanha x Rihanna
A Alemanha fez uma campanha impecável em campo e foi embora como campeã do mundo. Mas fora das quatro linhas, a taça também seria deles se o desempate fosse no carisma. Eles gravaram um vídeo dos bastidores da delegação ao som de Tieta, vestiram camisas de clubes nacionais, tentaram aprender a coreografia do Lepo Lepo, dançaram com os índios, empinaram pipa, tiraram foto dando uma voltinha no cavalo da polícia da Bahia, torceram para o Brasil no jogo contra o Chile ao lado dos funcionários do Centro de Treinamento e foram solidários ao pedirem via Twitter para “respeitarem a Amarelinha” após a goleada contra o time de Neymar.

Na simpatia fashion, quem lava a taça é Rihanna. Ela chegou no Rio com look descompromissado, usou como “acessório” uma bandeira do Brasil pintada no pescoço e curtiu uma festa com top da Cia. Marítima, feito para coleção especial para a Copa, e ainda aproveitou a roupa para dar um mergulho na madrugada.

(Fotos: Agnews)

Podolski x Gisele Bündchen
No meio de tanta simpatia alemã, Lukas Podolski merece um capítulo só para ele. Isso porque o meia foi rei do carisma e se sentiu em casa aqui. Ele entrou pouco em campo, mas virou estrela ao customizar camisa do Flamengo, brincar com as crianças na praia, tirar selfies engraçadinhos, assistir novela e, principalmente, fazer postagens em português. O jogador é o único alemão que usa as hastags “O Maraca É Nosso”, “Tamo Junto”, “É Tois”, “Rio é Frenético” e “Focadão”. Podolski virou febre e unanimidade por aqui.

No meio fashion, ninguém é mais unanimidade que Gisele Bündchen. A übermodel é tão respeitada que ganhou o direito de pisar no gramado do Maracanã para a apresentação da Taça na grande final. Para a ocasião, ela brilhou com vestido verde da Louis Vuitton. Nos outros jogos, postou várias fotos na torcida pela seleção com camisa amarela, shortinho jeans. em uma delas aparece carregando o filho nas costas e, até assim, Gisele é diva!

(Fotos: Getty Images / @giseleofficial / Instagram / Reprodução)

Portugal x Claudia Leitte
Cristiano Ronaldo é o melhor jogador do mundo, mas não mostrou todo seu futebol por aqui não. Mas, como já imaginávamos, o atacante português foi assunto pelo exibicionismo nos treinos, mudanças de cortes de cabelo e, claro, aquelas olhadinhas básicas no telão pra ver se estava tudo em ordem com o visual. Ele teve a chance de sair consagrado, mas desapontou. Papel parecido fez a cantora baiana Claudia Leitte. Foi escolhida para ser a “voz” do Brasil na Copa, mas quase não apareceu no clipe oficial e, pior ainda, fez parte do fiasco que foi a cerimônia de abertura do Mundial. Ela usou um body azul da Água de Coco inteiro bordado em cristais Swarovski e investiu mais de R$ 2 milhões em um brinco de diamantes para o grande dia. A cantora tinha a faca e o queijo na mão, gerou expectativas, até tentou, mas decepcionou e acabou virando meme na internet com seu look sendo comparado à Galinha Pintadinha (que fase, Claudinha!).

(Foto: Getty Images)


Inglaterra x Jennifer Lopez
Ao lado de Claudinha Leitte estava Jennifer Lopez, uma das maiores musas pop de todos os tempos. Ela brilhou no palco da cerimônia de abertura com sua performance, mas não mandou tão bem na escolha do look: body verde com transparência. Logo em seguida, se recuperou e ganhou pontos por usar um vestido da estilista brasileira Lethicia Bronstein. Ela fez bonito com a peça amarela de renda toda bordada em cristais Swarovski avaliada em mais de R$ 11 mil, mesmo assim não foi suficiente para passar por aqui com o glamour que merecia. Caso igual à Inglaterra, que já foi campeã do mundo, até venceu o primeiro jogo no Brasil, porém foi eliminada logo na primeira fase.

(Fotos: Getty Images)


Colômbia x Shakira
A Colômbia fechou a Copa com o jovem Jamez Rodríguez consagrado como artilheiro com seis gols e muita história para contar com as danças de Armero, ex-Palmeiras, que alegrou os estádios com seu Armeration. A colombina Shakira, musa das Copas do Mundo, também levantou o Maracanã na final do Mundial com seu look vermelho ousado e seu rebolado. Além disso, ela não perdeu gol fora de campo e adotou looks certeiros e básicos, como calça jeans skinny, camiseta colorida e chapéu.

(Fotos: Agnews / Getty Images)


Holanda x Isis Valverde
A Holanda terminou a Copa invicta e colocou em campo seus 23 jogadores. Mas, além disso, fez com que uma multidão de torcedores vestidos de laranja da cabeça aos pés invadissem o Brasil. Em campo, a atriz Isis Valverde também contou com todas as opções disponíveis do guarda-roupa para não fazer feio. Teve shortinho jeans com bata de estampa étnica e até look colorido e saia de couro. Na torcida, ela também arrasta uma multidão de fãs e coleciona elogios por suas produções.

(Fotos: Agnews)


Itália x Leandra Leal
A Itália já foi campeã do mundo quatro vezes, mas decepcionou e foi eliminada na primeira fase da Copa no Brasil. Apesar da seleção ter potencial, alguma coisa deu errado para a equipe de Balotelli. Aconteceu a mesma coisa com a atriz Leandra Leal, que errou feio nos treinos e só pode ter brigado com o espelho para sair de casa com esse look de gosto duvidoso, não acha?

(Foto: Agnews)

Argentina x Ivete Sangalo
A Argentina passou fácil pela primeira fase da Copa, chegou à final, perdeu para a Alemanha, mas ainda assim manteve dois triunfos: primeiro, tem no time Lionel Messi, escolhido o melhor jogador da Copa e, segundo, trouxe ao Brasil uma torcida que não veio pra brincadeira. A cantora Ivete Sangalo, uma das cantoras mais consagradas do País, também garantiu sua vaga na final da Copa, e usou um vestido verde de renda da estilista Martha Medeiros cheio de babados combinado com sandália plataforma com brilho. Não foi um look digno de medalha de ouro, mas cumpriu muito bem seu papel. E, no fim, Ivete é Ivete e a torcida vai sempre sair do chão quando ela mandar, né não?

(Fotos: Getty Images)


Espanha x Danielle Winits
A Espanha foi campeã da Copa em 2010, então era uma das grandes expectativas da competição, mas acabou decepcionando ao fazer uma campanha ruim e ser eliminada na primeira fase. A atriz Danielle Winits também desapontou nas produções e surpreendeu com essa calça metálica e principalmente com esse macacão de paetês preto, decotado e coberto com casaco de pele branco. Alguém já imaginou ver um look desses em uma festa da Copa do Mundo, no Rio de Janeiro?

(Fotos: Agnews)

Brasil x Susana Vieira
Todo mundo torceu para o Brasil igual todos torcem pelas vilãs de Susana Vieira. Que atire a primeira pedra quem não parou um segundo sequer para comentar os passos do time de Neymar, Fred e David Luiz do mesmo jeito que não há brasileiro que nunca reparou nas pérolas que diz e faz a experiente atriz. Na Copa, teve quem amasse e quem odiasse a Seleção Brasileira. Coisa parecida acontece com Susana, que divide opiniões entre fãs. Mas fato é que o Brasil saiu da linha (como Susana faz com frequência) e protagonizou um vexame em casa naquele lamentável 7 a 1, no Mineirão. Em alguns looks, a atriz escorrega feio, mas nesse aqui dá até para sugerir um jogo dos sete erros, hein?!

(Foto: @susanavieiraoficial / Instagram / Reprodução)

Rússia x Fani Pacheco, Babi Rossi e Nicole Bahls
A Rússia não tem tradição no futebol, foi embora do Brasil sem nenhuma vitória e, ao que tudo indica, vai passar batida na Copa de 2018, quando sediará a competição. Ou seja, tudo continuará praticamente igual daqui a quatro anos. Isso é o que acontece com as produções da ex-BBB Fani Pacheco, de Babi Rossi e Nicole Bahls. As saias curtas, as calças justas demais, os decotes mega profundos, os saltos altíssimos e as transparências com certeza vão estar de volta na próxima Copa. Alguém duvida?

(Fotos: Agnews)


Príncipe Harry x Izabel Goulart
O príncipe Harry e Izabel Goulart são bonitos, presenças ilustres por onde passam, desembarcaram no Brasil praticamente só para assistirem aos jogos, adoram uma curtição, mas não foram o centro das atenções durante a Copa. Além disso, foram os principais representantes do estilo “arrumadinho” nos dias de jogo. Harry foi ao Estádio Mané Garrincha, em Brasília, vestido de terno (!) e Izabel também manteve sua já conhecida pose de top model com seu cabelo impecável, formas e looks milimetricamente calculados. Em um dos jogos, trocou os mini shorts jeans por um conjunto branco de calça e terninho de couro branco. Apropriado, né? Só que não!

(Fotos: @iza_goulart / Instagram / Reprodução)


Mick Jagger x Fátima Bernardes, Angélica e Sheron Menezzes
O pé frio do astro do rock Mick Jagger complicou a vida de muita gente na Copa. Ele até tentou afastar a fama, fez piada, brincou com a situação, mas não deu certo. No mundo fashion, a camisa estampada com a bandeira do Brasil da Alphorria (que custa R$ 399,90) pode ser um dos responsáveis pelo “azar” brasileiro. Angélica tentou, Fátima Bernardes fez coro e até Sheron Menezzes deu uma força, mas não adiantou!


Talvez você também goste