Diversão Pets

Chocolate, a grande estrela da Páscoa, é um veneno para cães e gatos

Festas e comemorações são momentos para se ter ainda mais atenção com os animais de estimação. Mas é preciso resistir e jamais oferecer ovos e bombons para os pets, pois o chocolate faz muito mal à saúde deles.

O fígado dos cães e gatos não metaboliza uma substância presente no chocolate, chamada teobromina, que está relacionada com a quantidade de cacau. A teobromina afeta o sistema nervoso central. “Dependendo da quantidade ingerida e do tamanho do animal, os sintomas vão desde vômito, diarreia, taquicardia até convulsões, podendo levar à morte em alguns casos”, alerta Vininha F. Carvalho.

Os chocolates mais escuros e amargos, que contêm maior percentual de cacau, são os mais tóxicos para os animais. No entanto, o chocolate ao leite e o chocolate branco também fazem mal e jamais devem ser oferecidos.

Como a teobromina demora até seis dias para ser eliminada pelo fígado, correm risco não somente aqueles que ingeriram muito chocolate de uma só vez, mas também os que comeram doses repetidas em dias sucessivos. Mas o problema não é apenas essa substância: chocolates contêm altas doses de açúcares e gorduras, que fazem muito mal à saúde dos pets.

No caso da ingestão de chocolate, o animal deverá ser levado a uma emergência veterinária para uma avaliação profissional do quadro de saúde. Como não existe antídoto para a intoxicação por teobrominas, o tratamento se baseia nos sintomas apresentados. A quantidade necessária para causar a intoxicação varia de acordo com o tamanho do animal, estado de saúde, sensibilidade individual e o tipo de chocolate ingerido.

Geralmente os sintomas de intoxicação ocorrem cerca de quatro a cinco horas após o animal consumir o chocolate ou algum alimento que contenha chocolate. “O aparecimento de convulsões significa um prognóstico ruim na maioria dos casos e, muitas vezes, podem resultar em morte”, ressalta Vininha.

Portanto, é importante ficar atento e não deixar ovos e bombons em locais acessíveis a cães e gatos. Eles podem se sentir atraídos pelo cheiro, pela embalagem e comerem sem que os tutores percebam. Quem tem filhos pequenos em casa precisa ficar de olho para que eles não alimentem os animais ou que seu ovo de Páscoa seja abocanhado pelo animal de estimação.

“Se a ideia for presenteá-los com guloseimas alusivas à data comemorativa, opte pelas fabricadas com ingredientes próprios para seu consumo. O mercado oferece muitas opções, incluindo chocolates sem cacau e açúcar e petiscos em formato de cenoura e coelho”, conclui.


Talvez você também goste