Diversão

Pelado, artista corta sua orelha em protesto em Moscou

Nu, um artista russo subiu no muro da clínica Serbsky, em Moscou, e cortou o lóbulo de sua própria orelha, como forma de protestar contra o uso político da psiquiatria. O artista Pyotr Pavlensky, de 30 anos, é popular na Rússia por suas exóticas perfomances em manifestações.

Ele já pregou seus testículos em paralelepípedos da Praça Vermelha, em um ato contra a polícia, e costurou sua boca para protestar contra a prisão de duas integrantes do grupo musical Pussy Riot.

Dessa vez, o palco de seu protesto foi a clínica Serbsky, conhecida por ter sido um famigerado instrumento de repressão do governo soviético contra dissidentes. “A faca separa o lóbulo do corpo, como o muro de cimento da psquiatria, que divide a sociedade dos conscientes da dos doentes e doidos. A psiquiatria está voltando a ser usada para fins políticos. O aparato policial se reapropria do direito de definir a fronteira entre a razão e a loucura”, disse o artista, que teve de ser atendido em um hospital depois do corte em sua orelha.

Recentemente, a oficial ucraniana Nadia Savchenko foi levada à clínica de Serbsky para passar por exames. Ela foi detida enquanto combatia ao lado de forças governistas ucranianas contra a independência de regiões na fronteira com a Rússia.


Talvez você também goste