Esportes Futebol

“Brasil nos venceu pela agressividade”, diz Javi Martínez

[mp_script_post_header]


Não há um dia que se passe no CT do Caju sem que alguma pergunta seja feita aos jogadores da Espanha sobre a derrota para o Brasil, por 3 a 0, na final da Copa das Confederações de 2013. A repercussão daquela partida de um ano atrás é bastante sentida principalmente na imprensa do país europeu, que sempre relembra um dos piores resultados da história recente da seleção. E para o zagueiro Javi Martínez, o triunfo brasileiro pôde ser resumido em uma palavra. Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol “O Brasil nos venceu pela agressividade”, disse o jogador do Bayern de Munique nesta quarta-feira. “Neste jogo, eles foram muito superiores. Sabemos que todas as seleções entram muito motivadas contra nós, porque somos os bicampeões europeus e campeões mundiais, e temos que entrar da mesma forma. Se não entrarmos 100%, qualquer time pode nos causar problemas”. Na avaliação de Martínez, a condição de campeão mundial pode ser até prejudicial em alguns momentos. “Quando se é campeão, todas as seleções têm essa motivação extra de vencer o campeão. Com o Bayern também vivi isso, todos querem ganhar do campeão da Champions (o Bayern conquistou o título europeu em 2013). Sabemos que é muito difícil ganhar duas Copas seguidas, mas vamos buscar”, afirmou o atleta. Javi estava no elenco da última Copa do Mundo e assistiu do banco de reservas à derrota por 1 a 0 para a Suíça logo na primeira partida, talvez o resultado mais inesperado do último Mundial. A Espanha conseguiu se recuperar na competição e venceu seus outros seis jogos para ser campeã pela primeira vez, mas o defensor não quer que a história se repita na estreia contra a Holanda, nesta sexta-feira, em Salvador, às 16h (de Brasília). “Claro que existe pressão depois de perder a primeira, significa que você não pode voltar a falhar. Demonstramos que perder um jogo não é definitivo, mas queremos começar (a Copa) bem, dá uma confiança extra”, afirmou o jogador, que deve ser opção aos titulares Piqué e Sergio Ramos na estreia.


Talvez você também goste