Esportes Futebol

Capello afirma que aceitaria seguir como técnico da Rússia até a Copa de 2018

[mp_script_post_header]

Eliminado na fase de grupos com a Rússia, o técnico italiano Fabio Capello disse que está disposto a continuar no cargo até a Copa do Mundo de 2018, na qual o país já está garantido por ser anfitrião da competição.

“Se quiserem que eu fique, ficarei”, afirmou nesta sexta-feira o treinador, desclassificado na atual edição do torneio com dois empates com Coreia do Sul e Argélia e uma derrota para a Bélgica.

Capello renovou o contrato com a Rússia em janeiro. De acordo com o comandante, o rendimento da seleção ao longo dos anos foi positivo e ainda pode gerar bons frutos.

“Com esta equipe, nos classificamos para uma Copa do Mundo pela primeira vez em 12 anos. Acho que o trabalho que realizamos foi bom até agora, e a única pena é não termos conseguido a classificação para as oitavas de final”, analisou.

Na Rússia foi gerada uma boa expectativa sobre o desempenho da seleção nacional, mas a eliminação na primeira fase frustrou essa esperança. Para o técnico, o nível de dificuldade desta edição da Copa do Mundo foi o maior já visto.

“Ao longo da minha carreira, nunca vi uma Copa desse nível. Esta é a de nível mais alto que já vi. O ritmo é intenso e a qualidade é excelente. É uma grande Copa”, concluiu Capello.


Talvez você também goste