Esportes

Comitê interministerial vai avaliar qualidade dos serviços na Copa

[mp_script_post_header]

A qualidade dos serviços, os preços e as tarifas, durante a Copa do Mundo de 2014, serão monitoradas por um comitê interministerial criado nesta quinta (17) por determinação da presidenta Dilma Rousseff e envolverá os ministérios envolvidos na organização do evento esportivo.

“Vamos utilizar todos os instrumentos à disposição do Estado para garantir a defesa dos direitos do consumidor, seja ele brasileiro ou estrangeiro”, disse a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. De acordo com Gleisi, o governo não pode interferir, por exemplo, nos valores das passagens aéreas, mas abusos não serão permitidos.

Áreas avaliadas

De acordo com a Casa Civil, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, acionará o Conselho Administrativo de Defesa Econômica para fazer uma análise dos setores aéreo e hoteleiro, visando a identificar situações que levariam à inibição da concorrência.

O Ministério da Justiça também entrará em contato com os Procons das 12 cidades-sede do mundial para fazer um diagnóstico detalhado dos preços e qualidades dos serviços prestados em hotéis, restaurantes, aeroportos e outros setores.

Participaram da reunião com Gleisi Hoffmann os ministros da Justiça (José Eduardo Cardozo), do Turismo (Gastão Vieira) e da Secretaria de Aviação Civil (Moreira Franco), além dos presidentes da Embratur e da Agência Nacional de Aviação Civil e do secretário-executivo do Ministério do Esporte, (Luis Fernandes).

No encontro da próxima semana, cada ministério ficou responsável por apresentar uma análise da sua área.


Talvez você também goste