Esportes

Oscar completa 54 anos de idade

Divulgação

CBB- Exatamente no dia 16 de fevereiro de 1958, nascia em Natal, no Rio Grande do Norte, o ala Oscar Schmidt que depois foi se tornar um dos maiores cestinhas da história do basquete mundial. Aposentado das quadras há 10 anos, o Potiguar curte a vida fora das competições, mas sem pensar em aposentadoria. Além de comentarista de basquete na Rede Record, o “Mão Santa”, apelido que ganhou devido o arremesso certeiro, faz palestras para empresas e curte a família, a esposa Cristina, o filho Felipe e a filha Stephanie.

Principal herói na conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-americano de Indianápolis, em 1987, na vitória memorável diante dos Estados Unidos, por 120 a 115, marcando 46 pontos e ao lado do também ala Marcel de Souza – que marcou 31 pontos – sendo os destaques brasileiros. Oscar vem curtindo e seus recordes e o reconhecimento de todos que gostam do esporte da cesta. No ano passado, por exemplo, comemorou 10 anos do recorde mundial de pontos, quando defendendo o Flamengo, acertou uma bola de dois pontos e superou Kareem Abdul-Jabbar ao atingir 46.727 mil pontos – o astro da NBA chegou a 46.725 mil pontos.

Em agosto vai completar 25 anos da conquista do Pan e o aniversariante deste dia 16 de fevereiro fala com orgulho da façanha do basquete brasileiro. “Já fazem tanto tempo, mas continuo tendo ótimas lembras daquela final”.

Sobre o atual momento na vida fora das quadras, o Mão Santa está feliz e conta com detalhes o que vem fazendo. “Comentarista e faço palestras para empresas. Nesta semana faço para o Banco Itaú”, disse. Depois acrescentou se deixou de fazer alguma coisa: “Olha, creio que não deixei nada por fazer, joguei com a máxima intensidade, treinei mais que qualquer um, fiz uma família linda, dois filhos lindos, continuo apaixonado pela Cris (Cristina, a esposa), aprendi 4 línguas e sobretudo virei uma pessoa querida pelo meu Brasil. O que preciso ter mais. Nada”.

Sempre perfeccionista no que faz, o ala de quase 50 mil pontos na carreira, busca novos desafios: “Hoje busco ser o melhor palestrante e comentarista do meu país, não sei se conseguirei mas trabalho incansavelmente para isso”, falou.

A Confederação Brasileira de Basketball, Federações de Estados e todos os aficcionados da modalidade, desejam a Oscar Schmidt, um Feliz aniversário.

Frases marcantes do Mão Santa

“Podem aparecer jogadores melhores do que eu, mas nenhum tão obstinado”.

“Ninguém treinou mais arremesso do que eu nesta terra”.

“As três coisas mais importantes da vida são a família, a religião e o País.”

“Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe.”

“Não existe talento sem treinamento.”

“O impossível só vira realidade se você estiver bem preparado quando a chance aparecer”.


Talvez você também goste