Esportes Futebol

Santos vence o Corinthians com gol polêmico e de virada

Frame/Folhapress

Band.com.br– Exatos 60 dias depois da segunda partida da semifinal da Libertadores, Santos e Corinthians voltaram a se enfrentar, desta vez pelo Campeonato Brasileiro, neste domingo, na Vila Belmiro. Porém, com dois gols de André (um deles impedido) e um de Bruno Rodrigo, o Peixe venceu por 3 a 2 e fez com que, desta vez, os santistas voltassem sorrindo para casa. Com o tropeço, o Timão perdeu a invencibilidade de dez jogos. O resultado, no entanto, não foi a única diferença do que se viu há dois meses e o que foi feito na Vila Belmiro na tarde deste domingo.

No Santos, a principal diferença: André. O atacante “repatriado” pelo Peixe, após passagem pelo Atlético-MG, fazia o seu primeiro jogo na Vila Belmiro após a volta. Mesmo caso de Neymar e Ganso, que retornaram da Seleção. E, para completar, o argentino Patito Rodríguez. Formando assim, o quarteto fantástico santista.

Mas o que também diferenciou o jogo deste domingo daqueles confrontos da Libertadores foi a atitude das equipes. Sem o peso de uma partida eliminatória, Santos e Corinthians fizeram um jogo franco, aberto e cheio de chances de gols para os dois lados.

O Jogo

Quem começou a demonstrar uma postura mais agressiva, naturalmente, foi o Peixe, dono da casa. O maduro time do técnico Tite, porém, não adiantou a marcação no meio-de-campo, tirou o espaço da saída de bola santista e logo criou duas ótimas chances com Romarinho, que em boas jogadas com Guerrero, Douglas e Danilo formou um quadrado bem menos mágico, mas também competente.

E foi desta forma que o Timão abriu o placar aos 26 minutos. Após rápido contra-ataque, Douglas cobrou falta na área e Danilo escorou para o canto direito do gol de Rafael. Danilo, novamente, pintava como carrasco do Peixe. Porém, os donos da casa tinham Neymar. Quando se esperava um bom duelo entre o garoto e o estreante Guilherme Andrade, ex-Ponte Preta, pela faixa direita do campo, o camisa 11 fez linda jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para André – aquele que o Santos não tinha na Libertadores – apenas escorar para o gol de Cássio.

Apesar de um certo domínio corintiano, o primeiro tempo terminou em um justo empate. Porém, o segundo tempo deste movimentado jogo reservava mais emoções. E elas começaram cedo…

Segundo tempo

O Santos voltou elétrico e, após cobrança rápida de falta de Neymar, Léo levantou na área. Bruno Rodrigo, impedido, escorou para Durval, que também estava em posição irregular. O zagueiro tentou fazer o gol e André, novamente impedido, apenas cabeceou para o gol, marcando seu segundo gol. Os jogadores corintianos reclamaram o assistente Emerson Augusto de Carvalho, mas de nada adiantou. Virada do Peixe.

O Corinthians se lançou para frente e o Santos começou a aproveitar dos contra-ataques. Em dois deles, Arouca e André perderam chances claras de ampliar o placar na Vila Belmiro. Fez falta.

Após alguns minutos de jogo morno, Martínez, que entrou no lugar de Danilo, recebeu na entrada da área, deu belo corte em Bruno Rodrigo e chutou firme no canto esquerdo de Rafael, empatando o jogo e marcando seu primeiro gol com a camisa do Corinthians.

Porém, como já foi citado algumas vezes neste texto, esse jogo não era aquele da Libertadores. Não era eliminatório. Não era tão estudado. Era franco, aberto e muito bem jogado. E foi assim que Neymar, sempre ele, cobrou escanteio na cabeça de Bruno Rodrigo. o zagueiro, que havia falhado no gol corintiano, escorou firme para o gol e colocou o Peixe novamente na frente.

O Corinthians ainda tentou pressionar, mas o Peixe conseguiu manter a vitória por 3 a 2. Os santistas, então, foram para casa com a sensação de vingança realizada e de que pode ter melhores dias no Campeonato Brasileiro com o “quadrado mágico” Patito, Ganso, Neymar e André.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 3 X 2 CORINTHIANS

SANTOS: Rafael; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval e Léo; Adriano, Arouca, Ganso (Ewerton Pascoa, 46’/2ºT) e Patito (Felipe Anderson, 18’/2ºT); Neymar e André (Miralles, 29’/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho.

CORINTHIANS: Cássio; Guilherme Andrade, Wallace, Paulo André e Fábio Santos (Denner, 41’/2ºT); Ralf, Paulinho, Douglas e Danilo (Martínez, 18’/2ºT); Guerrero e Romarinho. Técnico: Tite.

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data/Hora: 19/08/2012 – 16h (de Brasília)

Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)

Assistentes: Marcelo C. Van Gasse (SP) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)

Renda/Público: 12.413 pag./R$ 276.615,00

Cartões Amarelos: Neymar, Ganso e Felipe Anderson (SAN); Douglas e Paulinho (COR)

GOLS: Danilo, 29’/1ºT (0-1); André, 36’/1ºT (1-1); André, 3’/2ºT (2-1); Martínez, 35’/2ºT (2-2); Bruno Rodrigo, 39’/2ºT (3-2)


Talvez você também goste