Chávez abre 31,4 pontos de vantagem

Pesquisa mais recente na Venezuela mostra que o atual presidente, Hugo Chávez, deverá ser reeleito em 7 de outubro, na disputa contra Henrique Capriles

Segunda-feira, 06 de Agosto de 2012 - 16h02 | Mundo

Divulgação

Da Redação do Sul 21

O jornalista e ex-vice-presidente venezuelano José Vicente Rangel apresentou na manhã deste domingo (5) duas pesquisas eleitorais que colocam Hugo Chávez à frente do seu opositor Henrique Capriles na disputa pela Presidência da Venezuela. As declarações de Rangel foram dadas em seu programa dominical na cadeia televisiva Teven. Ele apresentou os dados no mesmo dia em que Chávez realiza uma grande atividade eleitoral em Valença, capital do departamento de Anzoátegui.

Segundo os levantamentos do Instituto Venezolano de Análises de Dados (IVAD) e do Hinterlaces apresentados pelo jornalista, Chávez abriu uma vantagem média de 31,4 pontos a frente de Capriles nas intenções de voto para o próximo dia 7 de outubro, nos Estados Yaracuy, Anzoátegui e Cojedes. Os três são governados pelo Partido Socialista Unificado da Venezuela (PSUV), legenda de Chávez.

As pesquisas foram realizadas entre os dias 23 e 27 de julho com 3.851 entrevistados. Em Yaracuy, o IVAD encontrou Chávez com 65% das intenções enquanto Capriles apareceu com 21,8%. Não sabem ou não responderam 13,2% dos entrevistados.

Em Anzoátegui, revela a Hinterlaces, Chávez tem 49% da preferência e Capriles 26%. Não sabem ou não responderam 20%. Já em Cojedes, o IVAD encontrou o resultado de 60% da população que votaria no atual mandatário e de 32% que votaria em Capriles se a eleição fosse hoje.

A avalição positiva do governo Chávez, também segundo as pesquisas apresentadas por Vicente Rangel, em todos os casos superaram sua intenção de voto. Em Yaracuy 85,5% dos entrevistados a consideram positiva. A metodologia do IVAD considera "positiva" as opções "excelente, boa e boa para regular". Outros 13,2% consideram a gestão regular para ruim, ruim e péssima. Desses, 1,3% não sabem ou não responderam.

Em Anzoátegui a avaliação positiva do governo ficou em 66%, enquanto a regular e ruim pontuou 31% dos entrevistados. Já em Cojedes, 84% da população avalia como positiva a gestão de Chávez, enquanto 15% qualificam-na como ruim e muito ruim.

Com informações do Opera Mundi. Brasil 247
Compartilhe:

* Todos os campos são obrigatórios.

Editoria: Últimas notícias

* Todos os campos são obrigatórios.