Grupo JBS Friboi compra a Seara Alimentos

Com a compra, o grupo JBS, liderado pelo empresário goiano Joesley Batista, se consolida como o produtor de alimentos e proteína animal do mundo. Além disso, passa a ser também patrocinador oficial da Copa do Mundo de 2014, uma vez que a Seara havia adquirido uma das cotas

Domingo, 09 de Junho de 2013 - 07h14

Brasil247


247 - O grupo JBS Friboi, liderado pelo empresário Joesley Batista, fechou a compra da Seara Alimentos, uma das principais marcas do setor alimentício brasileiro. A informação foi antecipada pela colunista Sonia Racy, do Estadão, na nota abaixo:

Grupo JBS compra a Seara

O grupo JBS comprou a Seara. O contrato está assinado. A operação deve ser divulgada nesta segunda-feira, 10.

Com a compra, o grupo JBS se consolida como o produtor de alimentos e proteína animal do mundo. Além disso, passa a ser também patrocinador oficial da Copa do Mundo de 2014, uma vez que a Seara havia adquirido uma das cotas.

Ex-sócio do grupo, o empresário José Batista Júnior, irmão de Joesley, pretende concorrer ao governo de Goiás em 2014, pelo PMDB.

Abaixo, o noticiário da Reuters:

SÃO PAULO, 8 Jun (Reuters) - A JBS, maior empresa de carnes do mundo, deve anunciar nos próximos dias compra da Seara, divisão de aves, suínos e alimentos processados da Marfrig Alimentos, disse uma fonte com conhecimento sobre a operação neste sábado.

"Tudo o que posso dizer é que a operação foi fechada sim", disse a fonte com conhecimento sobre o negócio, que declinou em dar mais detalhes sobre o assunto,

A fonte não soube informar se a operação inclui somente a Seara Brasil ou a Seara Foods, segmento que inclui Seara Brasil, Moy Park e Keystone, as duas últimas sediadas nos Estados Unidos.

A receita da Seara Brasil, principal divisão da Seara, subiu 48 por cento no primeiro trimestre, para 2,05 bilhões de reais, o equivalente a cerca de 30 por cento do faturamento total da Marfrig no período.

Os papéis da Marfrig vêm registrando perdas na Bovespa em meio à desconfiança de investidores quanto à capacidade da companhia de reduzir o alto endividamento.

A dívida da Marfrig no fim de março somava quase 13 bilhões de reais. A meta da empresa é reduzi-la em até 2 bilhões de reais no fim de 2013.

Na divulgação mais recente dos resultados trimestrais, o presidente da Seara Brasil, Sérgio Rial, que está em fase de transição para assumir a presidência da Marfrig em 2014, disse que a companhia estava focando na redução de custos, fechando unidades e colocando alguns ativos à venda.

O presidente da JBS, Wesley Batista, disse recentemente que a companhia não teria interesse na compra de ativos separadamente, mas que poderia considerar uma aquisição se fosse colocado à venda "um negócio como um todo", lembrou a fonte ouvida pela Reuters.

Em meados de abril, o órgão antitruste brasileiro aprovou a aquisição do Bertin e mais 11 frigoríficos menores pela JBS, mas recomendou monitoramento das condições de mercado de bovinos. Contudo, a operação com a Marfrig não deve enfrentar dificuldades no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), uma vez que envolve principalmente aves e suínos.

A JBS entrou no mercado de aves no Brasil em maio do ano passado, quando alugou os ativos da Frangosul, mas com vistas ao mercado externo. A companhia já atua no segmento de aves nos Estados Unidos com a Pilgrim's Pride.

A operação com a Seara marcaria maior presença da JBS na área de aves no Brasil, onde a BRF --maior produtora e exportadora de carne de frango do país-- é forte participante.

(Reportagem Fabíola Gomes; Edição de Cesar Bianconi)












Brasil 247





Compartilhe:

* Todos os campos são obrigatórios.

Editoria: Últimas notícias

* Todos os campos são obrigatórios.