Parceiro do 247, jornal A Gralha é lançado no PR

Lançado exclusivamente para a internet, 'A Gralha' promete ser diferente dos "blogs e sites de notícias que pululam na web", com uma boa cobertura de todas as seções de um jornal tradicional, bons personagens e histórias; principal objetivo da equipe, agora, é trabalhar para ganhar leitores e "ser referência", como afirma Jorge Eduardo França Mosquera

Sexta-feira, 14 de Junho de 2013 - 17h36 | Brasil

Brasil247


Paraná 247 " A ave-símbolo do Paraná dá nome ao primeiro jornal do Estado criado exclusivamente para a internet: A Gralha. O portal, formado por uma equipe de quatro pessoas " jornalistas que já passaram pelos maiores veículos do País, como a revista Veja e o Estadão " afirma que "é do povo" e promete "gralhar" muitas notícias por aí, ou seja, "reclamar, contestar, criticar, espalhar, multiplicar, divulgar aos quatro ventos", como define o próprio site.

Os leitores do 247 também poderão acompanhar, de perto, as reportagens desses profissionais pela página do Paraná 247, que será grande parceira dos criadores do pássaro azul divulgador de notícias. A estreia traz, nesta sexta-feira 14, uma extensa entrevista com o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), que recebeu o novo jornal paranaense no início da semana e "fala cobras e lagartos" sobre diversos assuntos.

A ideia é ser diferente dos "blogs e sites de notícias que pululam na web", diz uma pensata publicada no site, sobre o lançamento do jornal digital. Como? "A diferença estará em cobrir bem todas as seções de um jornal tradicional: economia, saúde, cultura... em Esportes, vamos tentar sair do 'Brasil empatou' e 'Corinthians ganhou', o objetivo é criar um histórico diferente", explica o jornalista Jorge Eduardo França Mosquera, integrante da equipe.

Política? Sim, haverá bastante destaque, mas como lembra Mosquera, a maioria dos blogs paranaenses é voltada para a política, por isso a intenção é "tentar alimentar bem todas as editorias". A equipe, que trabalhará remotamente, estará livre para escrever e sugerir pautas que lhe agrade, sempre com a preferência de buscar bons personagens, para colher boas histórias. "O ideal é o cara a cara, conversar ao vivo", diz o jornalista.

A principal expectativa d´A Gralha agora, como é de se esperar, é ser lida. Segundo Mosquera, "é fazer com que as pessoas leem e tornar o jornal conhecido não muito pela quantidade, mas pela qualidade". Mais para frente, há o plano de criar uma revista semanal, também digital. Mas por enquanto, é trabalhar para "ser referência". "Vamos aprender com os erros", garante o paranaense aos novos leitores.












Brasil 247
Compartilhe:

* Todos os campos são obrigatórios.

Editoria: Últimas notícias

* Todos os campos são obrigatórios.