32°C 20°C

São Paulo, SP

29°C 19°C

Curitiba, PR

31°C 22°C

Belo Horizonte, MG

35°C 21°C

Rio de Janeiro, RJ

27°C 22°C

Porto Alegre, RS

35°C 21°C

Salvador, BA

Sexta-feira, 01 de Março de 2019 - 15h14

Rio divulga esquema de funcionamento de serviços públicos no carnaval

Agência Brasil

 

A prefeitura do Rio de Janeiro informou na quarta-feira (27) o esquema de funcionamento dos órgãos públicos durante o carnaval. Na área de segurança, serão empregados 3.480 guardas municipais em toda a região do Sambódromo, no centro da cidade. Nos locais de concentração de blocos, o patrulhamento, será feito por 5.493 guardas e contará ainda com cães. Os guardas vão atuar também na fiscalização do trânsito.

 

Segundo a prefeitura, o carnaval do Rio é “democrático e de importância cultural ímpar”, porque tem atrações por toda a cidade, dos tradicionais blocos de rua aos desfiles das escolas de samba na Marquês de Sapucaí e apresentações das agremiações dos grupos de acesso na Estrada Intendente Magalhães, na zona norte; além de blocos de enredo e de embalo, concursos de fantasias e coretos.

 

A expectativa da Riotur é que o Rio supere a marca do ano passado, quando recebeu 1,5 milhão de turistas. A média de ocupação hoteleira alcançou 88%. A região do Flamengo/Botafogo é a que tem maior procura, seguida de Ipanema/Leblon e Copacabana/Leme. O centro e São Conrado/Barra também têm boa procura.

 

O maior volume fe turistas vem de estados do Brasil (78%), sendo que os paulistas ocupam o primeiro lugar, seguidos dos os mineiros. Entre os estrangeiros (22%), os argentinos e chilenos vêm na frente dos visitantes dos Estados Unidos.

 

Para o presidente da Riotur, Marcelo Alves, tanto o volume de turistas quanto os recursos gerados com a movimentação da economia podem ser maiores do que o resultado do ano passado. “Esperamos ultrapassar a movimentação econômica que tivemos no ano passado: foram mais de R$ 3 bilhões. Isso é que movimenta em termos de consumo. Esperamos pelos números apresentados em termos de turistas que vão vir para a cidade.No ano passado tivemos 1,5 milhão de turistas,e  acredito que vamos ultrapassar isso. Pela última pesquisa, o Rio de Janeiro é o desejo prioritário no carnaval, ultrapassando todas as outras cidades do Brasil”, disse Alves, em entrevista coletiva.

 

Metrô

Nos cinco dias de carnaval, o MetrôRio vai funcionar em esquema especial de 24 horas. Os trens começarão a circular a partir das 5h de sexta-feira (1º), e o serviço estará à disposição dos usuários até as 23h59 da terça-feira (5). As composições da Linha 2 farão o trajeto direto entre as estações Pavuna e Jardim Oceânico, partir das 5h de sábado (2) até as 23h59 de terça-feira, sem necessidade de transferência entre as duas linhas.

 

A concessionária recomenda aos clientes que vão para os blocos e para o desfile das escolas de samba, no Sambódromo, que comprem os cartões de embarque ou façam a recarga do cartão Giro com antecedência para evitar filas. Durante todo o carnaval, serão aceitos os cartões Giro, pré-pago, Bilhete Único, Vale-Transporte e RioCard.

 

Trens

Para os que preferirem andar de trem, a SuperVia montou um esquema especial para facilitar o deslocamento dos usuários durante o carnaval. Haverá reforço na operação com partidas extras para os ramais Santa Cruz, Japeri e Saracuruna nas madrugadas e durante os dias 2, 3, 4 e 5 de março. Os trens dos ramais Santa Cruz e Japeri atenderão as estações do ramal Deodoro.

 

A estação Central do Brasil ficará aberta de sexta-feira até o último trem de terça-feira de carnaval. A SuperVia informou que o acesso dos passageiros será feito pelo Portão A. Durante as madrugadas, todas as outras estações do sistema ferroviário funcionarão somente para desembarque de passageiros.

 

Postos de saúde e limpeza

A prefeitura preparou um esquema especial também para o atendimento médico nos postos municipais de saúde. Os principais corredores dos blocos contarão com quatro postos. O número sobe para sete no Sambódromo. Lá as unidades funcionarão durante as noites de desfile da Série A (sexta e sábado), do Grupo Especial (domingo e segunda-feira), das escolas mirins (terça-feira) e no desfile das campeã, sábado (9). Os postos médicos terão toda a estrutura para atender a maioria dos casos e para os mais complexos haverá ambulâncias para a remoção aos hospitais.

 

Na limpeza pública, a Comlurb vai empregar 7.686 garis na operação até o dia 10 de março, que vão atuar em blocos de rua e bailes populares, Sambódromo e na Estrada Intendente Magalhães, com apoio de cerca de 400 veículos.

 

Para tornar mais rápido o serviço de limpeza no Sambódromo, os garis trabalharão em três turnos. Do total destacado para a operação, 4.818 garis vão trabalhar no Sambódromo. Já na Intendente Magalhães, onde desfilam as escolas dos Grupos de Acesso, em cada dia de desfiles, serão mobilizados 60 garis, com apoio de seis veículos.

 

Fonte: Agência Brasil



publicidade:

publicidade:

publicidade: