Mundo Notícias

Avião com equipe de Tom Cruise cai na Colômbia e duas pessoas morrem

[mp_script_post_header]

O pequeno avião no qual viajava parte da equipe da produção do filme “Mena”, que é rodado pelo ator Tom Cruise, voava baixo e lançava fumaça antes de cair no município de San Pedro de los Milagros (noroeste), segundo relataram no sábado (12) várias testemunhas.

“Estava voltando para casa depois de ordenhar e estava nublado. Minha esposa viu o pequeno avião jogando fumaça e voando baixinho. Depois escutamos um estrondo”, narrou à Agência Efe Jairo Muñoz, testemunha do acidente.

No acidente morreram os americanos Alan David Purwin e Carlos Brel, enquanto Yimmy Lee Garlam ficou ferido. Uma tragédia e um milagre do qual foram testemunhas dois camponeses da aldeia “La Clarita”.

Muñoz foi o primeiro a encontrar a aeronave destruída, que caiu sobre árvores antes de chegar ao solo às 17h30 local (20h30 em Brasília) de sexta-feira, segundo seu relato.

Mas no meio da “terrível” cena, com “dois homens agonizando”, foi ouvido um grito de esperança.

O camponês achou com vida um dos membros da produção do filme e junto a seus vizinhos iniciou um improvisado resgate enquanto chegavam ao lugar os organismos de socorro.

“Não entendíamos nada. Pensei que queria água, mas o que pedia era auxílio”, disse Muñoz, que estava em companhia de José Ramiro Giraldo.

Segundo Giraldo, o americano lhes pediu com seu precário espanhol para salvar a vida dele. “Ele repetia pedindo que o tirássemos”.

Os dois homens entraram na aeronave para resgatá-lo apesar do temor de machucá-lo mais ainda ao movê-lo.

Suas pernas estavam “encrustadas” nas alavancas do aparelho, “arranquei os cabos e endireitei seu pé. Os outros o pegaram pela cintura, o colocamos sobre uma superfície plana e o carregamos”, detalhou Giraldo.

Durante a evacuação, os aldeões viram que tinha um cordão pendurado no pescoço com seus dados, “alguém leu algo como Yimmi Lee e ele disse: ‘sou eu'”, contou à Efe.

Muñoz reconheceu que alguns aldeões saquearam a aeronave, no entanto prefere lembrar a imagem do homem que “falava pouco espanhol” e que antes de subir à ambulância que os levou a Medellín disse “obrigado, senhores”.

Assim como a Aeronáutica Civil, os dois camponeses tentam determinar o que ocorreu antes da colisão da aeronave tipo N164HH, que segundo páginas da internet especializadas em aviação pertence à empresa Heliblack LLC de Venice, Califórnia.

“O pequeno avião deu uma volta sobre uma montanha e perto passaram uns helicópteros. Eu pensava que estavam buscando algo porque estava muito baixinho”, disse Muñoz.

Os corpos de Purwin e Brel continuam no Instituto Médico Legal em Medellín, onde estabelecerão as causas da morte.

Na zona ainda permanece o pequeno avião isolado e custodiado pela Polícia, enquanto é definida a data de sua evacuação.

A Universal Pictures, produtora do filme Mena lamentou o trágico fato através de um comunicado no qual afirmam que seus “corações e preces estão com os membros da produção e suas famílias neste momento difícil”.


Talvez você também goste