29°C 16°C

São Paulo, SP

21°C 14°C

Curitiba, PR

35°C 23°C

Belo Horizonte, MG

34°C 19°C

Rio de Janeiro, RJ

25°C 17°C

Porto Alegre, RS

31°C 23°C

Salvador, BA

Sexta-feira, 29 de Março de 2013 - 20h00

Fé e emoção no Morro da Capelinha, em Planaltina

Brasil 247

Brasil247


Brasília 247 - A encanação no Morro da Capelinha, em Planaltina, completou 40 anos em grande estilo. A festa reuniu mais de 200 mil pessoas, que não se importaram com a chuva que incomodou durante quase todo o dia. Os católicos também acompanharam a encenação em outras cidades do DF como Taguatinga, que contou com a presença da cantora Elba Ramalho. A Paixão de Cristo também foi encenada em Brazlândia, no Paranoá e em Ceilândia.

 

Mais detalhes da festa no Morro da Capelinha na reportagem da Agência Brasil:

Karine MeloRepórter da Agência Brasil

Brasília " Para agradecer, pedir ou relembrar o sofrimento de Cristo, a movimentação no Morro da Capelinha, em Planaltina, a cerca de 40 quilômetros (km) de Brasília, foi intensa durante toda se sexta-feira da Paixão 29. Há 40 anos, o local é palco da mais tradicional encenação da Via Sacra do Distrito Federal. A pé ou de joelhos, os fiéis sobem os 4,5 km do percurso em oração.

A massoterapeuta Valéria de Fátima Sousa, de 27 anos, cresceu indo ao local. "Hoje eu vim trazendo minha mãe. Ela tem um problemas nas pernas e há muitos anos ela não conseguia subir. Hoje ela achou que não ia aguentar, mas conseguiu fazer quase todo o caminho", contou emocionada.

No fim do percurso, na parte mais da alta do morro, está a pequena capela que dá nome ao local. Lá, uma imagem de Nossa Senhora Aparecida também recebe homenagens e velas que simbolizam a fé e a devoção dos fiéis.

A auxiliar de limpeza, Vânia Conceição da Silva, de 33 anos, é uma das que levantaram cedo para mostrar toda a fé que tem. Ela contou à Agência Brasil que há quatro anos sobe o morro de joelhos em agradecimento a uma graça alcançada. "Ano que vem será o último que vou subir desse jeito. Vale muito a pena".

O vendedor Luciano Rocha de Oliveira, de 34 anos, levou a família toda. "É muito bom vir aqui. A gente relembra o sofrimento de Jesus e traz as crianças para ver como foi. Acho que as pessoas estão precisando ser mais humildes e buscar mais a Deus", observou.

A encenação em Planaltina começou às 16h, e emocionou os mais de 200 mil fieis que enfrentaram a chuva e o frio para ver os últimos minutos de vida de Jesus Cristo.












publicidade:

publicidade:

publicidade: