26°C 18°C

São Paulo, SP

21°C 16°C

Curitiba, PR

27°C 19°C

Belo Horizonte, MG

33°C 18°C

Rio de Janeiro, RJ

25°C 19°C

Porto Alegre, RS

34°C 24°C

Salvador, BA

Quinta-feira, 07 de Fevereiro de 2019 - 11h50

Dor de ouvido aumenta 70% no verão: como se prevenir?

Redação Mundo Positivo

Foto: Reprodução/Divulgação

 

O contato frequente com a água do mar e piscina é o grande causador dos casos de dores de ouvido no verão. Isso porque, a entrada de água nos ouvidos pode provocar otite, uma infecção no ouvido médio que fica atrás do tímpano. “A permanência prolongada de água dentro da cavidade do ouvido aumenta a umidade no conduto auditivo externo dos ouvidos – é aí que mora o problema”, afirma Nathália Zambotti, fonoaudióloga da Clínica Zambotti e Duran da capital paulista.

 

Os germes e fungos presentes na água do mar e das piscinas, provocam inflamação e obstrução do canal auditivo que se não tratada corretamente, essa inflamação – mais conhecida como otite - pode causar danos à audição. “Por isso a prevenção é tão importante e pode ser feita com o uso de protetores auriculares que cumprem essa função ao promover o vedamento completo do conduto auditivo”, fala a especualista.

 

Nathália conta que outros cuidados também previnem o problema como secar bem os seus ouvidos, mas apenas com uma toalha sem usar hastes flexíveis. Além disso, todo sintoma merece atenção: coceira, vermelhidão, inchaço, secreção, dores, sensação de abafamento ou diminuição da audição deve ser investigado para verificar se há doenças associadas.



publicidade:

publicidade:

publicidade: