"A competição é Bolt contra Bolt", diz campeão

Minutos após vencer os cem metros de maneira sensacional, com recorde olímpico e o segundo melhor tempo da história -- 9.63 --, jamaicano Usain Bolt anuncia vontade de ganhar também os 200 metros; "vou mostrar ao mundo que essa competição é Bolt contra Bolt", disse ele em entrevista à TV Record; dobradinha com amigo Yohan Blake; americano Justin Glatin fez terceiro

Domingo, 05 de Agosto de 2012 - 18h16 | Esportes

REUTERS

247 " Na final de cem metros rasos mais equilibrada da história, com campeões e recordistas mundiais na raia, Usain Bolt, da Jamaica, largou mal, recuperou-se  dominou a prova nos 70 metros, acelerou nas últimas passadas e deu show, com vitória e recorde olímpico, cravando 9.63 no tempo corrigido. O homem raio conquistou, assim, pela segunda vez o título olímpico, igualando-se ao americano Carl Lewis. Bolt superou um ano de contusões, não conseguiu correr abaixo de 9.50, como prometia seu técnico, mas provou que é mesmo o homem mais rápido do mundo, fazendo o segundo melhor tempo da história - o primeiro também é dele, com 9.58. Em segundo lugar, seu compatriota e amigo pessoal Yohan Blake. Em terceiro, Justin Blatin, dos EUA, ausente da última Olimpíada por doping. No estádio olímpico de Londres, 80 mil pessoas fizeram a festa para Bolt.

"Vou mostrar ao mundo que essa competição é Bolt contra Bolt", disse o jamaicano em entrevista à TV Record, logo após conquistar os cem metros. Jamaicano evitou, mais uma vez, como queria a repórter, comparar-se a Pelé, a quem considera o maior atleta da história. "Ainda não posso fazer isso", disse o super astro, também medalhista de ouro em Pequim  (2008). "Tenho de ir etapa por etapa. Ainda tenho de vencer os 200 metros". Em 2016, na Olimpíada do Rio de Janeiro, o jamaicano terá 29 anos, em plenas de condições de tentar o tri. Alguém duvida?

Brasil 247
Compartilhe:

* Todos os campos são obrigatórios.

Editoria: Esportes

* Todos os campos são obrigatórios.