Brasil Notícias

Família busca por conta própria parente desaparecido em Brumadinho

[mp_script_post_header]

Todas as plantações e chácaras que estavam ao lado da Vale, no Córrego do Feijão em Brumadinho (MG), foram tragadas pela lama no momento em que a Barragem 1 se rompeu, no dia 25. O cenário é de catástrofe. Foi na beira deste mar de lama que a ação desesperada de uma família chamava a atenção.

Vanderson Geraldo da Fonseca, 31 anos, lavrador, buscava o cunhado, Paulo Giovani dos Santos, 40 anos, agricultor, desaparecido desde o dia da tragédia. “A expectativa é só encontrar o corpo para dar um basta. [Encontrá-lo] com vida, a gente não acredita mais.”

Familia, Brumadinho, Tragédia
Familia de Paulo faz buscas por conta própria em Brumadinho – Divulgação TV Brasil

Na busca desesperada, parentes usam pás, enxadas e até cavam com as próprias mãos. O motorista Pedro Ferreira dos Santos, 43 anos, é um dos 10 irmãos de Paulo Giovani.

Paulo Giovani era caseiro de uma chácara que ficava ao lado da Vale. Com o rompimento da barragem de rejeitos, a piscina, a área verde e a casa onde Paulo morava foram arrastados pela lama. Tereza Ferreira do Nascimento, 41 anos, dona de casa, é uma das irmãs de Paulo e também auxiliava nas buscas.

Ela conta, emocionada, da angústia de seguir sem respostas. “Se a gente encontrar o corpo, a gente vai pelo menos fazer o enterro e dar um ponto final na história.”

Genro de Paulo, Gean Carlos Soares, buscava não só o sogro desaparecido, mas também o tio, que trabalhava na Vale. Desde sexta-feira, ele vai até a região em busca de informações. “Só quem tá vendo de perto, viu que estrago que fez aqui. A chance de estar vivo pode descartar.”

Depois de cinco dias seguidos, Gean conta que seria a última vez que iria até o local.

Fonte: Agência Brasil


Talvez você também goste