33°C 20°C

São Paulo, SP

31°C 18°C

Curitiba, PR

28°C 19°C

Belo Horizonte, MG

37°C 20°C

Rio de Janeiro, RJ

32°C 23°C

Porto Alegre, RS

30°C 23°C

Salvador, BA

Segunda-feira, 03 de Setembro de 2018 - 16h26

Pastor acusado de assediar Ariana Grande em velório pede desculpas

Redação Mundo Positivo

Foto: Reprodução/Scott Olson / Getty Images/AFP

 

A conduta inapropriada do pastor Charles Ellis com a cantora Ariana Grande, durante o velório de Aretha Franklin, na sexta-feira (31), chamou a atenção dos fãs da jovem de 25 anos até ganhar repercussão internacional.


Após a apresentação da artista, no funeral da intérprete de Respect, o líder religioso tocou nos seios dela, e a deixou visivelmente desconcertada. Vea a cena, abaixo:



Em questão de segundos, o termo #RespectAriana ficou entre os mais comentados no Twitter e demais redes sociais.

 

Ao ser acusado de assédio, o pastor pediu desculpas pelo ocorrido. "Nunca seria minha intenção tocar o peito de nenhuma mulher... Não sei, acho que coloquei meu braço em torno dela. Pode ser que eu tenha avançado o sinal, talvez eu tenha sido amigável demais ou íntimo demais, mas eu me desculpo", afirmou em entrevista à Associated Press.



À publicação, ele garantiu não querer gerar uma distração à morte de Aretha Franklin, aos 76 anos, em decorrência de um câncer no pâncreas.


"A última coisa que quero fazer é ser uma distração para este dia. Isso é tudo sobre Aretha Franklin”.

 



publicidade:

publicidade:

publicidade: