Mundo Notícias

Maduro: Lula tenta acalmar tensão com a Colômbia

[mp_script_post_header]
Brasil247

CARACAS, 7 Jun (Reuters) – O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, disse nesta sexta-feira que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está tentando combinar um encontro entre ele e o presidente colombiano para tentar resolver um impasse entre os dois vizinhos sul-americanos.

No mês passado, Maduro acusou o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, de “traição” depois que Santos se reuiniu com o líder da oposição venezuelana Henrique Capriles. As relações entre os dois países foram tensas durante os 14 anos em que o antecessor de Maduro, Hugo Chávez, governou o país.

Santos classificou de “loucura” as acusações de Maduro de que ele estaria conspirando com Capriles para derrubar seu governo. Maduro se elegeu numa eleição apertada contra Capriles em abril.

“A bola está com você, presidente Santos”, disse Maduro em um discurso na televisão na sexta-feira.

“Lula fez contatos para um possível encontro cara a cara entre o presidente e eu”, disse Maduro. “Até agora, tivemos relações respeitosas, incluindo conversas regulares… Ele (Santos) sabe o que fez, e sabe que foi um erro.”

Maduro, herdeiro político de Chávez, que morreu em março, disse que o encontro entre Santos e Capriles o fez revisar os laços bilaterais e chamar de volta o enviado venezuelano às negociações de paz entre o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucuionárias da Colômbia (Farc), que acontece em Cuba.

O chefe da equipe de negociação colombiana em Cuba disse na semana passada esperar que a Venezuela e a Colômbia possam solcionar suas diferenças, porque a presença de Caracas tem ajudado as negociações com as Farc, que visam acabar com uma década de guerra.

No passado, Maduro acusou os Estados Unidos e o ex-presidente colombiano Alvaro Uribe de cospirar para matá-lo.

(Reportagem de Deisy Buitrago e Daniel Wallis)



Talvez você também goste