32°C 19°C

São Paulo, SP

30°C 15°C

Curitiba, PR

30°C 19°C

Belo Horizonte, MG

37°C 21°C

Rio de Janeiro, RJ

34°C 21°C

Porto Alegre, RS

34°C 26°C

Salvador, BA

Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2019 - 11h15

Trump planeja antecipar lei que irá banir Huawei dos EUA

Canaltech

 

De acordo com uma reportagem do site Politico, que cita três fontes anônimas que trabalham na Casa Branca, o presidente Donald Trump irá assinar uma ordem executiva que proíbe que qualquer operadora de telefonia dos Estados Unidos use equipamentos da Huawei e da ZTE no país no fim deste mês, logo antes do início da Mobile World Congress (MWC), em Barcelona.

 

A medida já está sendo comentada nos bastidores há alguns meses, mas, segundo as fontes ligadas, Trump está sendo pressionado para assiná-la antes da MWC, passando a mensagem para as empresas de telefonia de que todos os contratos assinados deverão priorizar a segurança da informação dos clientes e não apenas os custos de instalação. Essas fontes ainda revelam que a Huawei e a ZTE não estão citadas nominalmente na ordem executiva, mas ambas se enquadram na categoria “equipamentos para telecomunicações de empresas chinesas” que será proibido pela decisão.

 

Os rumores sobre a diretiva são apenas mais uma notícia negativa em um período bem conturbado para a Huawei nos Estados Unidos, que dominou as manchetes com a prisão de sua CFO, Wanzhou Meng, pela polícia do Canadá a mando dos Estados Unidos. Ela supostamente teria tendado furar o embargo comercial que o país havia colocado no Irã.

 

Além disso, a transição para redes 5G também tem colocado a Huawei na mira de outros países do globo. Até o momento, a Austrália já proibiu o uso de equipamentos da marca na instalação das futuras redes 5G do país e a União Européia também está estudando um banimento da marca no continente. Assim como os Estados Unidos, esses países estão escolhendo banir a Huawei após diversas investigações levantarem a suspeita de que os equipamentos da marca estão sendo usados pelo governo chinês para espionar as comunicações de outros países.

 

Fonte: Canaltech



publicidade:

publicidade:

publicidade: