23°C 18°C

São Paulo, SP

24°C 18°C

Curitiba, PR

30°C 19°C

Belo Horizonte, MG

32°C 21°C

Rio de Janeiro, RJ

30°C 19°C

Porto Alegre, RS

33°C 23°C

Salvador, BA

Quinta-feira, 05 de Janeiro de 2017 - 05h52

Mulheres farão protesto contra Trump um dia após a posse

Agência Brasil

 

Mais de 200 mil pessoas deverão participar da Marcha das Mulheres, prevista para ocorrer no dia 21 deste mês em Washington, capital dos Estados Unidos, um dia após a posse do presidente eleito Donald Trump. A marcha começará no Lincoln Memorial, um monumento situado próximo ao Capitólio, prédio que abriga o Congresso norte-americano, e terminará na Casa Branca.

 

O objetivo é mostrar que os direitos das mulheres "são direitos humanos", segundo a organizadora da marcha, Teresa Shook. Ela disse que a ideia surgiu espontaneamente no Facebook, logo após a divulgação dos resultados das eleições presidenciais que deram a vitória ao candidato do Partido Republicano. Teresa Shook lembrou que não é feminista, não pertence a sindicato, nem a nenhuma organização de direitos humanos.

 

Ao comentar a ideia da marcha, ela afirmou, em entrevista, que simplesmente perguntou ao seu grupo no Facebook: "E se as mulheres marchassem em massa em Washington no dia da posse de Donald Trump?". Segundo Teresa, na mesma hora, 40 mulheres responderam que participariam. No dia seguinte, quando acordou, havia resposta positiva de 10 mil mulheres em sua página.

 

A marcha é um dos muitos protestos planejados para Washington antes e após a posse de Donald Trump. Não foi autorizado nenhum evento para o dia da cerimônia. De acordo com as autoridades, nenhum protesto pode ser permitido sem que haja ainda uma programação do cerimonial de posse.

 

publicidade:

publicidade:

publicidade: