33°C 20°C

São Paulo, SP

32°C 21°C

Curitiba, PR

32°C 21°C

Belo Horizonte, MG

39°C 22°C

Rio de Janeiro, RJ

30°C 22°C

Porto Alegre, RS

31°C 23°C

Salvador, BA

Segunda-feira, 03 de Dezembro de 2018 - 14h13

Calor e vento agravam incêndios no norte da Austrália

Agência Brasil

 

O calor e o vento agravam os mais de 110 incêndios florestais que há duas semanas ardem no nordeste da Austrália, onde as autoridades estão em alerta para a formação de um ciclone tropical.

 

"Possibilidades de ventos fortes, granizo e chuvas. Pode ser que as condições dos incêndios de Queensland piorem", afirmou no Twitter o Escritório de Meteorologia.

 

Pelo menos uma pessoa morreu por causa desses incêndios que afetam o estado de Queensland, onde mais de 527 mil hectares foram queimados.

 

Uma das regiões que mais preocupa os bombeiros é a ilha North Stradbroke, a leste de Brisbane, capital de Queensland, onde teme-se que as chamas passem para as ilhas próximas de Russell e Macleay.

 

"A nossa maior área de preocupação é realmente a da ilha Stradbroke, no sudeste de Brisbane. Esse incêndio é muito dinâmico e esperamos que os fortes ventos hoje alimentem esse fogo", disse o subcomissário dos Serviços de Emergência e Incêndios de Queensland, Michael Wassing, ao Canal 9 de televisão.

 

"Não há impacto nas áreas residenciais, mas há muita fumaça sobre o sudeste de Queensland, em particular em Brisbane", acrescentou Wassing.

 

O centro de Queensland é a outra região que concentra os trabalhos dos bombeiros, que, através do seu portal na internet, alertaram a população de Captain Creek, situada a 467 de Brisbane, a se preparar para uma possível evacuação.

 

Na mesma região, os bombeiros pediram a várias comunidades para se manterem informadas, enquanto solicitaram aos evacuados para não retornar às suas casas porque as condições continuam sendo "extremamente perigosas".



publicidade:

publicidade:

publicidade: