Brasil Notícias

Presidente do São Paulo cobra Alckmin por enchentes

[mp_script_post_header]
Brasil247

247 – O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, foi bater na porta do governador Geraldo Alckmin (PSDB) para fazer cobranças, depois de uma enchente ter tomado, na semana passada, a sede social do clube, que fica no Morumbi, zona sul da capital. Das imagens vistas de um helicóptero da TV Globo, era possível enxergar apenas as raias da piscina, por cima de uma água marrom. As águas desceram como enxurrada das arquibancadas, deixando guarda-sóis e cadeiras boiando. Parte do teto do vestiário do estádio também caiu.

Segundo uma nota publicada pela colunista Sonia Racy, do jornal O Estado de S.Paulo, Juvêncio enviou uma carta ao secretário de Planejamento de Alckmin, Pedro Benvenuto, para saber qual o andamento da prometida construção de dois piscinões na região do Morumbi. “E recebeu boa notícia. O edital de licitação para as obras será lançado ainda este mês”, informa a colunista.

Na sexta-feira 15, o dirigente do São Paulo João Paulo de Jesus Lopez responsabilizou a Prefeitura pelo estrago vivenciado pelo clube. Segundo ele, o município promete melhorias contra enchentes há anos na região. “Eles não fazem as obras, então é claro que a culpa é deles. Eles ainda fogem das desapropriações que precisam fazer na área. O Governo do Estado até já fez uma notificação por causa dessa lentidão”, disse o vice-presidente de futebol, segundo o Estadão.



Talvez você também goste