Mundo Notícias

Secretário de Bento XVI se culpa por escândalos no Vaticano

[mp_script_post_header]

O secretário pessoal do papa emérito Bento XVI, arcebispo Georg Gänswein, disse que, “de certa maneira”, se sente responsável pelo escândalo do Vatileaks, quando documentos secretos do Vaticano vazaram para a imprensa.

Em entrevista à revista Oggi, o religioso contou que esse foi um período “difícil” e que ele se sentiu “traído” e “decepcionado”. “Mas nunca faltou confiança do papa Bento em mim. Eu me senti, de certa maneira, responsável por não ter vigiado do modo adequado, por ter dado confiança a quem não merecia”, afirmou.

Gänswein ainda ressaltou que até entre os apóstolos houve traições, mas que ficou muito “abalado” quando descobriu que o responsável pelos vazamentos era uma pessoa tão próxima a Joseph Ratzinger, o mordomo Paolo Gabriele.

“Quando penso nisso, sinto dores no coração”, revelou o arcebispo.


Talvez você também goste