22°C 15°C

São Paulo, SP

21°C 13°C

Curitiba, PR

23°C 19°C

Belo Horizonte, MG

24°C 17°C

Rio de Janeiro, RJ

29°C 12°C

Porto Alegre, RS

32°C 24°C

Salvador, BA

Sexta-feira, 10 de Junho de 2016 - 18h00

Saiba como escapar de aplicativos falsos

Publieditorial

 

Whatsapp, Facebook, joguinhos, bancos, aplicativos sobre saúde, previsão do tempo, até mensagens motivacionais. São muitas as opções de apps para celulares Android no Google Play Store. Em janeiro deste ano, a loja oficial do Google superou a Apple Store, alcançando a marca de mais de 1,4 milhão de aplicativos disponíveis para seus usuários.

 

A popularidade dos aplicativos coinscide com o crescimento do consumo de aparelhos móveis. Ano passado, já eram 7 bilhões de celulares ativos no mundo. Isso dá uma média de 1 celular para cada pessoa na Terra. Muita coisa, não?

 

Com isso, é normal que os aplicativos sejam tão populares. O que muita gente não sabe é que quase metade desses apps são falsos, e são usados por criminosos para obter informações pessoais sobre o usuário, como senhas, informações bancárias, nome completo ou até preferências de sites. 

 

LEIA MAIS
Como escolher a senha perfeita 

Veja 5 dicas para evitar fraude em sistemas de pagamento

Renove seu guarda-roupas na web com segurança

 

Uma vez instalado, o aplicativo falso pode levar o usuário a sites falsos, enviar SMS sobre promoções, ou até exibir vídeos e fotos de conteúdo adulto. Tudo isso, com a intenção de prejudicar o dono do aparelho. 

  



Saiba como identificar um aplicativo falso

 

Você já percebeu que há mais de uma versão para os aplicativos mais famosos nas lojinhas online? Isso porque os apps falsos se aproveitam da popularidade do original para enganar os usuários. Esse é o caso do app do Facebook, que tem diferentes versões e desenvolvedores.


Para idenficar um aplicativo falso é preciso reparar nas seguintes pistas:



Selo de autenticidade: O selinho de autenticidade é o novo recurso do Google Play para identificar aplicativos que são originais. O problema é que nem todos os apps originais receberam a certificação até o momento. É o caso do Twitter, que na foto acima tem o selo de autenticidade, e o Periscope, que apesar de ser um app original, ainda não possui o tal selinho.

 

Desenvolvedor: Os aplicativos originais são desenvolvidos por grandes empresas. No caso do Twitter, o app do serviço é desenvolvido pela Twitter, Inc. Mas aquele app Twitter Flight é produzido por Thuzi, diferente do app original.

 

Avaliação: Sabe as estrelinhas que ficam a baixo do aplicativo? Elas são as avaliações dos usuários, quanto mais estrelinha, melhor avialiado do app é. Vale prestar a atenção não só a quantidade de estrelas, mas quantas pessoas avaliaram aquele aplicativo. Os originais têm um número alto de avaliadores.

 

Pistas Visuais: Os aplicativos falsos são bem similares aos originais. No caso abaixo, temos o app da Netflix instalado em um aparelho. O da esquerda, é o aplicativo original, com o campo de e-mail, senha, e o logo centralizado. Já o app da direita, o falso, tem o logo maior e o campo de e-mail e senha desalinhado. As diferenças são pequenas, então é preciso pestrar a atenção.


 

 

Links estranhos: Os apps falsos geralmente direcionam o usuário para links "estranhos" com o objetivo de enganar o usuário e atrair o dono do celular para sites falsos. Ao baixar um aplicativo, fique atento ao ser direcionado a outros sites.  

 

Notificações: Outro truque usado por esses apps falsos é atrair o usuário com SMS. As mensagens são enviadas no intuito de forçar o usuário a pagar por um serviço com o preço bem mais caro que o original.

 

Gostou da matéria? Siga a McAfee no Twitter e fique sempre por dentro das dicas de segurança digital.


Quer saber mais sobre segurança na internet? A McAfee, maior empresa especialista em tecnologia de segurança do mundo, tem dicas e soluções que ajudam a proteger os consumidores e as empresas de todos os tamanhos contra os malwares e as ameaças on-line mais recentes. Para mais informações, acesse o site http://www.mcafee.com/br e fique atento às dicas de segurança na internet no Mundo Positivo.


publicidade:

publicidade:

publicidade: