30°C 16°C

São Paulo, SP

28°C 14°C

Curitiba, PR

27°C 16°C

Belo Horizonte, MG

34°C 16°C

Rio de Janeiro, RJ

34°C 18°C

Porto Alegre, RS

30°C 26°C

Salvador, BA

Quinta-feira, 14 de Junho de 2018 - 18h50

Cinco maiores perigos da internet

Publieditorial

Foto: Reprodução/Divulgação

 

Já ouviu a expressão: “O perigo mora ao lado?”. Em questões de internet, ela é a mais real possível.

 

Ao mesmo tempo que a conexão traz praticidade, ela atrai e engana o usuário, se ele não tomar cuidado onde clica.

 

LEIA MAIS

+ Cinco golpes mais comuns na internet
+ Hackers usam O Boticário para roubar dados de usuários
+ Golpe da camisa da seleção espalha vírus pelo WhatsApp
+ Jogo que promete 'namorada virtual' espalha vírus em Android e PC

 

Um estudo levantado pela Kaspersky Lab, em janeiro deste ano, revelou que o Brasil é o sexto país mais vulnerável a ataques cibernéticos. Ele perde apenas para Rússia, Ucrânia, China, Índia e México. Além disso, segundo a Norton Cyber Security Report, em 2017, os crimes online no país geraram um prejuízo estimado em 22 bilhões de dólares.

 

Com crianças, desde pequenas, já com acesso a jogos e portais; vida pessoal exposta em redes  sociais; golpes criados e compartilhados pelo WhatsApp; o crescimento das fake news; como fica a questão de proteção do usuário?

 

Já falamos sobre os cinco golpes mais comuns na web. Confira, agora, os cinco dos maiores perigos da internet:

 

Foto: Reprodução/Mundo Positivo

 

1. Ciberbullying

De acordo com uma pesquisa do Google, o ciberbullying é o maior perigo da internet. Abusos psicológicos pela web é uma grande realidade. Uma pesquisa realizada pela Intel Security mostrou que a maioria das crianças (66%) já viram práticas de comportamento cruel e intimidação nas mídias sociais, enquanto 21% dos entrevistados disseram já terem sido vítimas de ciberbullying. Meninos e meninas com idades entre 13 e 16 anos são a maior parte das vítimas.

 

É importante monitorar o comportamento das crianças e adolescentes online.  

 

2. Pedofilia online

A policia chama atenção para o ambiente hostil que pode ser a internet para crianças. Os predadores online vão além da busca por fotos de crianças, alguns tentam contato direto com as vítimas. Oriente crianças e adolescentes sobre os perigos de falar com pessoas estranhas. 


3. Pessoas má intencionadas

Há também quem se aproxime de duas vítimas online na busca de falsos relacionamentos, que podem ser amorosos ou simples amizades. É preciso prestar atenção ao conhecer novas pessoas, e inclusive pedir prova da veracidade de informações pessoais. Alguns criminosos fazem amizades na web apenas para se aproveitar financeiramente das vítimas. 

 

4. Espionagem

Alguns hackers são capazes de ligar a webcâmera de outros usuários com o objetivo de espionar quem está do outro lado da telinha. Há também quem invada redes sociais em busca de informações. É muito importante elevar o nível de privacidade ds suas contas. Já a webcam, especialistas recomendam cobrir o dispositivo sempre que não usá-la.  

 

5. Vazamento de informações íntimas

A dica é sempre a mesma. Tenha muito cuidado ao fazer fotos e vídeos intímos. A maioria desse tipo de imagem é compartilhado por ex-parceiros. Para que ninguém tenha acesso aos seus arquivos no computador ou telefone, é preciso ficar atento aos meios que o criminoso pode usar para entrar em contato com suas coisas. Tenha sempre um bom antivírus instalado em seu dispositivo, e também um firewall atualizado, para impedir a ação dos hackers. 

 

Foto: Reprodução/Divulgação

 

Tem alguma dúvida sobre segurança digital? Envie-nos um e-mail para: [email protected]

 

Quer saber mais sobre segurança na internet? A McAfee, maior empresa especialista em tecnologia de segurança do mundo, tem dicas e soluções que ajudam a proteger os consumidores e as empresas de todos os tamanhos contra os malwares e as ameaças online mais recentes. Para mais informações, acesse o site: http://www.mcafee.com/br.




publicidade:

publicidade:

publicidade: