24°C 17°C

São Paulo, SP

22°C 15°C

Curitiba, PR

28°C 19°C

Belo Horizonte, MG

31°C 19°C

Rio de Janeiro, RJ

27°C 18°C

Porto Alegre, RS

34°C 24°C

Salvador, BA

Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2019 - 15h55

Racismo e intolerância: Maycon e Paula viram alvo de polícia no BBB19

Redação Mundo Positivo

Foto: Reprodução/Gshow


Maycon Santos e Paula Sperling, ambos participantes do Big Brother Brasil 19, estão na mira da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) do Rio de Janeiro.

 

O inquérito foi instaurado após as acusações de racismo e intolerância religiosa praticados pelo vendedor de queijos e a bacharel em Direito no programa.

 

Ao longo dos 30 dias de atração, Paula já se autonomeou “negra”, falou sobre ter “cabelo ruim”, “racismo inverso”, “fim das cotas raciais” e que Rodrigo se faz de vítima dentro da atração.

 

Agora, para piorar, juntou-se ao mineiro para dizer que tem medo do Rodrigo por ele “fazer algum trabalho contra ela”. Ainda sobre o assunto sobre religiões de matrizes africanas, Maycon levantou a suspeita de que a gripe adquirida por Isabella foi devido a um “trabalho” feito por Gabriela.

 

O mineiro afirmou de ter ouvido uma voz do além para não se envolver com a dupla.

 

Paula também disse à Hariany que ficou com dó do companheiro de confinamento ao ver Gabriela ser “incorporada”.

 

A informação foi dada pelo portal Notícias da TV e conformada pela Polícia Civil.



publicidade:

publicidade:

publicidade: