Sem categoria

Dívidas de agricultores prejudicados pela seca é discutida na Câmara

PE247 – A bancada do Nordeste na Câmara dos Deputados, coordenada pelo pernambucano Pedro Eugênio (PT), reuniu-se nesta quarta-feira (29), com o presidente do Banco do Nordeste (BNB), Ari Joel Lanzarin, para tratar da renegociação das dívidas de agricultores afetados pela seca. O encontro teve grande participação dos parlamentares da Região. De acordo com Lazanrin, nos últimos meses mais de R$ 3 bilhões foram renegociados, com cerca de 300 mil operações feitas.

Essas operações, no entanto, tratam em sua maioria das renegociações do chamados “pronafianos”” pequenos agricultores que captaram recursos através do Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf). A bancada, agora, quer discutir saídas com o Ministério da Fazenda para incluir no processo de renegociação os pequenos e médios produtores nordestinos. 

“Nós solicitamos que o banco forneça informações daqueles produtores que não foram atingidos pelas leis existentes. Ao que tudo indica, não é um numero expressivo, mas é um conjunto de produtores que queremos conhecer. Temos reunião com Ministério da Fazenda para discutir esses casos que escaparam. Devem ser casos mais antigos”, disse Pedro Eugênio.

Durante a reunião, ele falou sobre o avanço no cronograma da Bancada do Nordeste. “Estamos tratando da reestruturação dos órgãos federais que atuam no Nordeste, da questão do Fundo de Participação dos Estados (FPE), e fazendo um levantamento sobre infraestrutura para a região, com ênfase na infraestrutura hídrica. O deputado Ariosto Holanda (PSB-CE) está responsável por este levantamento. Com ele poderemos fazer uma publicação sobre o tema, estado por estado”, explicou o petista. 

Um grupo de trabalho irá atuar especificamente na questão do crédito, além de focar no desenvolvimento rural e no pós-seca. Segundo o coordenador, a bancada e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) articulam um levantamento sobre a tecnologia apropriada para que o semiárido se torne um ambiente produtivo e sustentável. Uma nova reunião para tratar do tema será marcada. Na ocasião, falarão sobre a ideia de se criar o fórum de entidades federais que atuam no desenvolvimento do Nordeste.

“Vamos trabalhar para intermediar e garantir a interação entre BNB, Sudene, Convesf, DNOCS, todos esses órgãos que têm responsabilidade no desenvolvimento do Nordeste. A reunião deverá acontecer no BNB, em Fortaleza, no dia do aniversário do banco, dia 19 de julho”, informou Eugênio. 

 



Talvez você também goste