Mundo Tech Tecnologia

A saga do Vovô do Slime | Quem é o senhor que tem tanto amor e ódio no YouTube?

“Esse é o dia mais feliz da minha vida, obrigado, meus amigos, obrigado”, disse Nilson Izaias Papinho, o senhor de 72 anos que explodiu na internet ao conseguir realizar a sua receita de slime, uma espécie de massinha de modelar.

Há mais ou menos uma semana, o vídeo do senhor Nilson explodiu na web devido à sua simplicidade enquanto prepara um produto que, atualmente, virou febre entre crianças brasileiras. Na descrição do vídeo de 22 de janeiro, ele aponta: “realizei meu sonho, minhas amigas”.

Este talvez seria o seu dia mais feliz mesmo, já que, desde então, ao fazer sucesso na rede, Izaias passou a receber mensagens de ódio, ataques e acusações. Uma delas dizia que ele era um pedófilo, demitido de uma escola pública por conta disso.

Devido às acusações, ele gravou um novo vídeo desabafando sobre os problemas: “Oi, meus amigos, minhas amigas. Gostaria de dar um recadinho para vocês. Estão aproveitando aí, pessoas com má intenção, falando mal de mim, falando que sou isso e aquilo, inventando mentiras. São tudo fake, tudo falso, tudo mentira. Eles falam, mas não mostram a prova”, conta.

Eu um outro vídeo, ele disse que já tinha trabalhado em escola “até como porteiro”, mas não há informações sobre o crime. “Tem pessoas que têm ‘mente poluída’ e então acredita de outra maneira e inventam muita mentira” (sic), desabafa no vídeo.

O rumor começou por conta de uma conta do Twitter de uma pessoa que se apresenta como Carou Bandida. Ela postou imagens de pessoas que falavam que conhecia Izaias e confirmavam os crimes. Todas as postagens foram apagadas e nada foi comprovado.

Outros apontavam que ele curtia canais de crianças no YouTube. Ele rebate: “As pessoas me apoiam, eu tenho que apoiar também. As mulheres, crianças e mães me conhecem, nunca fiz nada”, ele defende.

Aos 72 anos, ele disse que não sabe lidar com as mentiras e que “dá vontade bloquear” o canal. Até o momento, a página segue no ar.

“Vovô do slime”

Depois de ficar conhecido pelo seu vídeo fazendo slime, agora com mais de 7 milhões de visualizações, Izaias estourou com seu canal. Atualmente, a página conta com 3,3 milhões de inscritos e continua em ascensão. Com tantos novos amigos, o educado senhor se pôs a se apresentar.

Aposentado, Izaias disse que se mudou para um sítio e, para vencer a solidão, foi buscar a amizade no YouTube. “Estava me sentindo muito sozinho. Criei o canal para poder ter amigos, falar um pouco, trocar ideias, compartilhar e interagir. E deu certo, viu? Olha o tanto de amigos que já tenho”, comemora.

Izaias parece ser acostumado em ter pouca coisa para viver. Em outro vídeo, mostra a mesa de café, com talheres, louças, garrafa térmica, queijo no pote; tudo na mais simples harmonia e ritmo idoso. O vídeo chamado “Eu tomando meu cafezinho da manhã”, em que ele se põe na mesa, sozinho, degusta de um bolo, queijo e pão com margarina conta com mais de 600 mil visualizações.

Sobre o trabalho, ele explica. Era concursado e trabalhava “fazendo de tudo” em escola pública. Tinha mais de 1.200 alunos para coordenar. Chegou a ser chamado de Firmino, pela semelhança com o personagem de Carrossel. “Era aquela alegria e barulho todo o dia. Eu já tinha acostumado com aquilo”, lembra.

A aposentadoria lhe deu mais calma do que talvez gostaria e uma solidão que buscou vencer. Saíndo de São Paulo foi morar “em um lugar mais calmo”. “Aí me senti só. Depois que saí de lá, eu vim embora”.

Pela amizade e apoio de cada um que comenta em sua página, Izaias carrega um caderninho, no qual anota o nome de todos e depois agradece de forma pausada e calma. Aqueles que pedem para ser divulgados, ele responde com a indicação. “Esse canal já tem 600 inscritos, parabéns, continue assim”, apoia.

Até mesmo uma ajudinha para Felipe Neto ele já deu. O astro do YouTube conta com 30 milhões de inscritos. “Eu não te conhecia [o Felipe Neto]. Fiquei conhecendo agora. Gostei muito do seu canal. Um abração meu, tá? Estamos crescendo juntos”, disse em um vídeo.

Julgamentos vs vida simples

A história de Nilson serve como alerta. A internet pode ser tóxica quando as redes sociais são usadas como tribunal de inquisição, onde pessoas constantemente acusam umas às outras sem ter provas. Calúnia e difamação são crimes previstos em lei, e que ultrapassam a barreira do virtual. É importantíssimo salientar a seriedade desse assunto para evitar a recorrência de comportamentos nocivos como o discurso de ódio vindo de trolls e acusadores sem provas.

A saga do Vovô do Slime, como ele passou a ser chamado, começou na simplicidade e no destaque de uma forma diferente de se produzir conteúdo, mais honesto e humano. Longe da edição, da bagunça história pueril, Izaias vai tomando seu cafezinho e mostrando seu jardim da forma mais cativante possível. E talvez por isso incomode tanto.

Seu canal chegou a ser o segundo maior destaque do YouTube, mas ele diz nem mesmo ter ganhado um centavo com isso. “Eu não consigo monetizar meu vídeo porque não sei mexer com internet. Sei um pouquinho. Vou ver se alguém faz isso pra mim. Tchau”.

Fonte: Canaltech


Talvez você também goste