Mundo Tech Tecnologia

Fundador do Silk Road 2 é condenado a cinco anos e quatro meses de prisão

Fundador do Silk Road 2 é condenado a cinco anos e quatro meses de prisão - 1

Aproximadamente cinco anos após a derrubada do Silk Road 2, o seu fundador, Thomas White, declarou-se culpado das acusações de lavagem de dinheiro, montagens indecentes de crianças e pornografia infantil, bem como tráfico de drogas, sendo sentenciado a cinco anos e quatro meses de prisão. White declarava-se publicamente como um ativista de privacidade digital e já foi referenciado em entrevistas para diversos websites internacionais de conteúdo tecnológico.

Não se sabe exatamente o parâmetro que levou à sentença, considerada branda por muitas pessoas. O Silk Road original, por exemplo, rendeu prisão perpétua ao seu fundador, Ross Ulbricht. O FBI chegou a White em 2014, quando ele foi preso e pagou fiança após estabelecerem conexões plausíveis entre ele e diversas transações de bitcoin direcionadas para o site.

A razão pela demora na saída das sentenças, segundo as autoridades, é a de que os laptops utilizados por White tinham forte criptografia e precisavam ser destravados, o que só foi possível após transferirem todo o hardware do Reino Unido para os EUA. Somente após esse processo é que o estudo do material encontrado nas máquinas permitiu estabelecer relações irrefutáveis entre o acusado e o site, notoriamente conhecido por ser um dos maiores e mais modernos marketplaces de drogas e armas da dark net.

Fundador do Silk Road 2 é condenado a cinco anos e quatro meses de prisão - 2
Thomas White, conhecido como “Dread Pirate Roberts 2”, na ocasião de sua prisão em 2014 (Imagem: Reprodução/Motherboard/VICE)
Fundador do Silk Road 2 é condenado a cinco anos e quatro meses de prisão - 3
Parte do equipamento utilizado por White no gerenciamento do Silk Road 2; material foi apreendido por autoridades federais (Imagem: Reprodução/Motherboard/VICE)

 

Fonte: Canaltech


Talvez você também goste