Vídeos

Você vive esquecendo o nome das pessoas? Saiba porquê!

Os episódios de esquecimento atingem todo mundo e tendem a aumentar com a idade. A explicação científica é simples: a cada dia os nossos neurônios morrem, e aqueles que ficam são obrigados a fazer mais conexões para o sistema funcionar.

Mas, existem alguns outros fatores que contribuem para a perda de memória. Confira agora a lista:

Colesterol alto, diabetes e tabagismo

Nestes três casos, são depositadas placas de gordura nos vasos sanguíneos que irrigam o cérebro e atrapalham a circulação, na chamada ‘oxigenação’. Esta oxigenação provoca microlesões na área responsável pela memória e ela acaba falhando!

Hipertensão

O estreitamento das artérias cerebrais é causado pela alta da pressão e isso faz com que haja perdas na memória.

Má qualidade do sono

É melhor você começar a ter noites melhores dormidas se não quiser se esquecer de compromissos importantes. A quantidade e qualidade do sono impactam na memória, e quando elas não estão boas, interferem na capacidade de consolidar e recuperar informações.

Depressão e estresse

A depressão dificulta a atenção e a concentração, e isso mexe com a memória. No caso do estresse, a sua mente fica superestimulada ou distraída demais e você tem problemas para se lembrar das coisas.

Veja agora quais são as doenças que são consequências da perda de memória

Doença de Alzheimer

Cerca de 7% da população idosa, entre 60 e 65 anos, é diagnosticada por esta doença. Nela, acontece uma perda progressiva das funções intelectuais. A pessoa se esquece frequentemente de nomes comuns, fisionomias e compromissos. A família deve ficar atenta a essas consequências e procurar um neurologista.

Demência

O esquecimento frequente de informações recentes é um forte sinal desta doença. A demência é um declínio do funcionamento mental e faz que com as pessoas não se lembram de coisas que já fizeram diversas vezes, como chegar a lugares que frequentam e até de pagar contas agendadas.

Agora que você já conhece os principais problemas, vamos à surpresa! Pequenas atividades do dia a dia podem fazer com que a sua memória funciona melhor. São elas:

Dormir bem

O sono profundo repara as memórias, enquanto o sono de má qualidade provoca o cansaço e prejudica a atenção. Durma o suficiente para o seu descanso e em um ambiente escuro e calmo!

Cuide do coração

Cuidado com a diabetes e o colesterol! Não seja desleixado se você tiver algumas destas doenças e faça acompanhamento médico.

Estimule seu cérebro

Force sua memória a se lembrar de compromissos e informações sem consultar agenda e telefone. Leia bastante, repita coisas importantes em voz alta e pratique alguns jogos. Não se automedique Só o médico pode descobrir a causa de sua perda de memória, então não tome remédios por sua conta. O efeito pode sair pela culatra! Viva bem Pratique atividades físicas com frequência e coma todos os tipos de nutrientes que o seu corpo precisa.


Talvez você também goste