Comportamento Saúde & Bem-estar

Massas na dieta, pode?

Imagine um prato suculento de macarrão, um pedaço quentinho de pizza… Difícil resistir e não cair em tentação, não é mesmo? E quando esse hábito de se “jogar” na massa rende mais de 10 kg? Foi o que aconteceu com a diva pop Lady Gaga, que divulgou na imprensa internacional que engordou porque ama massa e tem comido demais esse tipo de alimento, já que seu pai abriu um restaurante nos Estados Unidos.

Para não ganhar uns quilinhos extras, anote os cuidados:

Prefira massas integrais

Por serem ricas em fibras, ajudam a promover a sensação de saciedade, além de diminuir a velocidade de digestão do carboidrato, o que faz com que a fome demore mais para voltar. “Quem consome mais cereais integrais fica saciado com uma menor quantidade de alimentos e por mais tempo”, explica a nutricionista Maria Fernanda Elias.

Apesar da diferença de calorias ser mínima – em 80 g de massa, o integral tem cerca de 270 kcal e o refinado, 280 kcal – o macarrão refinado, por não conter fibras, vira açúcar rapidamente no sangue. “Assim, dispara a produção de insulina, hormônio que, em excesso no organismo, aumenta os estoques de gordura, especialmente na barriga”, diz a nutricionista e diretora da Sabor Integral Consultoria em Nutrição, Paula Fernandes Castilho.

Se for comer massas à noite, a dica é não abusar

Maria Fernanda diz que o ganho de peso ocorre quando a quantidade de energia (ou de calorias) consumida pelos alimentos ao longo do dia for maior do que a energia gasta para desempenhar as atividades (andar, falar, exercícios, etc.).

O acompanhamento da massa também pode ser um grande vilão, por isso, cuidado com queijo e molhos em excesso. E lembre-se: é preciso diminuir a quantidade de todos os grupos alimentares à noite. “Equilíbrio é a palavra-chave”, lembra Paula.

Quer emagrecer?

Você sabia que uma porção de macarrão cozido equivale, exatamente, a 4 colheres (sopa) e contém 150 calorias? Ou seja, não é uma porção de massa que vai boicotar a sua dieta. O que você deve “pesar” na balança são os molhos. Um macarrão com molho à base de tomates e manjericão, que são menos calóricos, é uma boa opção. Outra dica é regá-lo com um fio de azeite e um pouquinho de sal para não adicionar um molho que seja mais gorduroso. Escolher temperos naturais também deixa o prato mais magrinho. Anotou as dicas?


Talvez você também goste