TV, Filmes & Séries

Ator de Mulan sofre ataque racista em hotel na Europa

Doua Moua, ator do live-action de Mulan e conhecido por Gran Torino, usou as redes sociais para denunciar uma atitude criminosa. O ator foi alvo de ataque racista em um hotel europeu.

De acordo com o tuíte do famoso, o ataque aconteceu no Hotel Grande Bretagne, localizado na Grécia. Funcionários não teriam deixado Moua entrar no restaurante do estabelecimento para jantar.

“Não é o melhor lugar para jantar quando você é asiático! Recepcionista não me deixou jantar e o segurança não deixou eu pegar o elevador. Depois, disse insultos racistas para mim. Nada legal”, publicou o ator, marcando o perfil do hotel. Veja abaixo.

A administradora do estabelecimento entrou em contato com Moua. Mas, o ator tailandês recusou o pedido.

“Não precisa, eu tenho dinheiro para jantar. Não me deixaram jantar. Não volto nunca mais”, respondeu ainda o artista.

No live-action de Mulan, Moua viverá o personagem Chien-Po. O elenco ainda tem Liu Yifei como a guerreira em carne e osso. Jet Li (Herói, Os Mercenários) será o imperador da China, enquanto Gong Li (Memórias de Uma Gueixa) encarna uma nova vilã feiticeira. Utkarsh Ambudkar (A Escolha Perfeita) e Ron Yuan (Marco Polo) também estão no longa.

Mulan é a aventura épica de uma jovem destemida que se disfarça de homem para combater os Invasores do Norte que estão atacando a China. A filha mais velha de um honrado guerreiro, Hua Mulan, é espirituosa, determinada e muito ágil. Quando o imperador emite um decreto que um homem de cada família deve servir no exército imperial, ela entra em cena para tomar o lugar de seu pai doente como Hua Jun, tornando-se um dos maiores guerreiros da China.

A direção é de Niki Caro (Encantadora de Baleias). Rick Jaffa, Amanda Silver, Elizabeth Martin e Lauren Hynek roteirizaram.

O live-action de Mulan estreia no Brasil em 26 de março de 2020.

Fonte: Observatório do Cinema


Talvez você também goste