Ciência & Tecnologia Tecnologia

Positivo Informática comemora o sétimo ano consecutivo na liderança do mercado de PCs com recorde de vendas

Positivo Informática comemora o sétimo ano consecutivo na liderança do mercado de PCs com recorde de vendas
e forte rentabilidade no quarto trimestre

Os principais destaques do quarto trimestre (4T11) e do ano de 2011 foram:

·Sétimo ano consecutivo de liderança no mercado brasileiro, com ganhos de market share no 4T11 em todos os segmentos nos quais atua, na comparação com o terceiro trimestre (3T11), com destaque para:

-15,6% de market share no mercado total, com aumento de 2,9 pontos percentuais (p.p.), mantendo a liderança em desktops e em notebooks;

-21,3% no mercado de varejo, com aumento de 4,0 p.p. e consolidação de 29 trimestres consecutivos de liderança;

·Na Argentina, notebooks Positivo BGH assumem a liderança do mercado total com market share de 22,0% no segundo semestre de 2011, superando a soma das participações da segunda e terceira colocadas;

·2,4 milhões de PCs vendidos em 2011 no Brasil e na Argentina, aumento de 21,5% na comparação com 2010;

·Encerrando o ano com forte rentabilidade, somente no 4T11, o EBITDA¹ registrou R$ 52,2 milhões e margem EBITDA¹ de 8,5%, com crescimento de 8,3 p.p. na comparação com o mesmo período do ano anterior. EBITDA Ajustado de R$ 70,4 milhões em 2011.

Curitiba, 13 de março de 2012 ? A Positivo Informática, maior fabricante de computadores do Brasil e líder no segmento de tecnologia educacional, anuncia hoje seus resultados do 4T11 e do ano de 2011. As informações financeiras e operacionais são apresentadas em IFRS e em reais (R$), e os dados de market share são da IDC.

A companhia completou o sétimo ano consecutivo de liderança no mercado brasileiro de PCs em 2011, com ganhos de market share representativos no fim do ano. No 4T11, a companhia registrou participação de 15,6% no mercado total, com aumentos de 0,5 p.p. e 2,9 p.p. em relação ao quarto trimestre de 2010 (4T10) e ao 3T11, respectivamente. A empresa lidera tanto em desktops quanto em notebooks, com participações de 13,9% e 16,8%, na mesma ordem.

Na Argentina, mercado no qual a Positivo Informática atua desde junho do ano passado em sociedade com a companhia argentina BGH, os notebooks Positivo BGH lideraram o mercado durante o 4T11, com participação de 21,9%, praticamente estável em relação ao 3T11.

No mercado brasileiro de varejo, a Positivo Informática conquistou o 29º trimestre consecutivo na liderança, registrando 21,3% de market share no 4T11, ampliando sua participação em 4,0 p.p. em relação ao 3T11. O aumento de market share foi verificado em desktops e em notebooks, cujas participações foram, respectivamente, de 32,1% e de 17,8% no 4T11, com ganhos de 4,1 p.p. e 3,8 p.p. em relação ao trimestre anterior, na mesma ordem. Na Argentina, os computadores Positivo BGH registraram market share de 18,5% no mercado de varejo de notebooks, figurando em segundo lugar no ranking do 4T11.

Volume, receitas e lucro

As vendas de computadores das marcas Positivo e Positivo BGH no 4T11 registraram 795,6 mil unidades, crescimento de 43,9% em relação ao 4T10. No Brasil, foram vendidos no período 626,5 mil PCs, elevando o volume anual a mais de 2 milhões de unidades, ambos representando recordes históricos para a companhia. Para o mercado argentino, foram vendidos 169 mil notebooks no 4T11, contribuindo para um volume acumulado de 360 mil unidades no ano. Desta forma, considerando volume de Brasil e Argentina, as vendas somaram 2,4 milhões de PCs em 2011, aumento de 21,5% na comparação com 2010.

No 4T11, a receita bruta totalizou R$ 681,1 milhões, crescimentos de 0,3% e 25,5% em relação ao 4T10 e 3T11, respectivamente. No ano de 2011, a receita bruta registrou 2,333 bilhões. A receita líquida foi de R$ 617,5 milhões no 4T11, crescimentos de 4,6% e 26,2% em relação ao 4T10 e 3T11, respectivamente. Em 2011, a receita líquida totalizou R$ 2,079 bilhões.

O lucro bruto totalizou R$ 162,8 milhões no 4T11, crescimentos de 45,5% e 40,6% em relação ao 4T10 e 3T11. Em termos da receita líquida, este representou o maior patamar desde o 3T10, totalizando 26,4%. Em 2011, essa conta registrou R$ 502,8 milhões, correspondendo a uma margem bruta de 24,2%. Já o lucro líquido foi de R$ 45,7 milhões no 4T11, crescimento de 273,4% em relação ao 4T10 e um incremento de 14,5 vezes em relação ao 3T11. Em termos de receita líquida, esta conta registrou 7,4%, melhoras de 5,3 p.p. e 6,8 p.p. em relação ao 4T10 e 3T11, na mesma ordem.

O EBITDA registrou R$ 52,2 milhões no 4T11, representando uma margem EBITDA de 8,3%, com crescimentos de 8,3 p.p. e 3,4 p.p. em relação ao 4T10 e 3T11, respectivamente. Em 2011, o EBITDA Ajustado totalizou R$ 84,9 milhões, correspondendo a uma margem EBITDA Ajustada de 4,1%.

Para 2012, as perspectivas de crescimento do mercado de computadores são sólidas, principalmente devido a ainda baixa taxa de penetração dos PCs nos lares no Brasil, a robustez da nova classe média e a crescente necessidade de informatização das famílias. Espera-se que o canal varejista continue sendo o principal motor da expansão, com crescimento anual composto de 17,0% de 2012 a 2016, de acordo com a IDC. Para o mercado total de computadores, a consultoria estima um crescimento de 11,5% para o período. Na Argentina, as perspectivas para os próximos anos também são bastante atrativas. A IDC estima uma taxa de crescimento anual composta de 11,6% de 2012 a 2016 para o segmento de portáteis, motivada tanto pela boa demanda de usuários domésticos como pela expectativa de novos programas relevantes de informatização no ensino público.

¹O Ajuste pela Subvenção para Investimentos:

Os números referentes às contas de receita líquida, lucro e ao EBITDA foram ajustados neste documento. A estas contas foi somada a parcela referente à subvenção para investimentos que foi contabilizada como passivo circulante e que será reconhecida no resultado à medida que os investimentos obrigatórios em P&D relativos a esse montante sejam amortizados. O intuito desse ajuste é comunicar ao investidor como seriam os resultados considerando a totalidade da subvenção para investimentos incorrida no período. Adicionalmente, os dados acumulados de lucro e EBITDA de 2011 contemplam ajuste extraordinário, no valor de R$ 94,7 milhões, referente à revisão da estrutura de pós-vendas no 2T11.

Sobre a Positivo Informática: A Positivo Informática (BM&FBOVESPA: POSI3) é a maior fabricante brasileira de computadores, com produção de mais de 10 milhões de PCs em seus 22 anos de história. Emprega mais de 4,3 mil colaboradores em suas três fábricas, localizadas em Curitiba (PR), Manaus (AM) e Ilhéus (BA), com faturamento de R$ 2,333 bilhões em 2011. Seus produtos são comercializados em mais de 8,8 mil pontos de venda. Além da Central de Relacionamento Positivo, conta com rede de assistências técnicas distribuídas por todo o país. Em 2011, iniciou seu processo de internacionalização em Hardware com a produção e venda de computadores na Argentina. Líder também na área de tecnologia educacional, suas soluções estão presentes em cerca de 8,5 mil escolas públicas, 2,3 mil escolas particulares, mais de 2 mil pontos de venda no varejo em todo o Brasil e são exportadas para mais de 40 países. Visite www.positivoinformatica.com.br

Acompanhe a Positivo Informática no Twitter:http://twitter.com/positivo_info


Talvez você também goste