Ciência & Tecnologia Tecnologia

Posso transferir minha licença de uso do Windows para outro PC?

Uma cópia original do Windows não pode ser instalada em mais de um PC ao mesmo tempo. Mas, caso eu descarte, venda ou desmonte o meu PC velho, seria possível reinstalar a cópia sistema operacional que estava nele para uma nova máquina?

Para esclarecer essa dúvida, é preciso conhecer os tipos de licenças de Windows disponíveis para o usuário final:

Aquelas versões que vêm na caixa (imagem acima) e são vendidas em lojas (sem vir instalado no PC) são chamadas de FPP (Full Packaged Product) e vêm com CD/DVD de instalação do Windows, nota fiscal e selo com a chave de instalação. Essa cópia pode ser “migrada” de um PC para outro mas ela não pode rodar em duas máquinas diferentes ao mesmo tempo. E não adianta ligar uma máquina e desligar a outra, já que toda vez que o SO desconfia que mudou de máquina ela exige uma nova autenticação no site da Microsoft.

Assim, essa versão seria a mais indicada para os entusiastas que gostam de montar e desmontar seus PCs a toda hora e essa possibilidade de reinstalá-lo em outras máquinas (desde que de dentro das regras da Microsoft) explica, em parte, o seu custo mais elevado.

Já a versão que vêm pré-instalada em um PC novo — como os que já vem nos PCs e Portáteis da Positivo — é conhecida como OEM e, dependendo do caso, o DVD de instalação pode vir (ou não) empacotado junto com a documentação do computador e a etiqueta com a chave de licença já vem colada no gabinete.

A grande diferença neste caso é que a Microsoft autorizou o uso dessa cópia somente neste PC, de modo que ela não pode ser transferida para um outro computador mesmo que a outra deixe de existir. Isso porque a licença de uso está “amarrada” com a placa-mãe do computador, ou seja, o usuário pode fazer diversas modificações no seu equipamento como colocar mais memória, disco, placa de vídeo, trocar o processador e até mesmo de gabinete, mas ,caso ele decida trocar só a placa-mãe e manter todos os componentes originais, o Windows pode desconfiar que ele foi transferido para um computador novo/não autorizado e comece a emitir alertas de que a cópia não é original.

Assim, caso o seu computador apresente problemas na placa-mãe e ainda estiver em garantia, não pense duas vezes em encaminhá-lo para uma assistência técnica autorizada.


Talvez você também goste