Mundo Notícias

Autoridadades francesas dizem que co-piloto derrubou avião

[mp_script_post_header]

A Promotoria de Marselha afirmou que o co-piloto alemão do voo da Germanwings que caiu nos Alpes franceses se trancou na cabine do voo e voluntariamente fez o avião perder altitude até bater em uma rocha e se chocar contra uma montanha.

Segundo o promotor Brice Robin, as gravações de uma das caixas-pretas do voo revelaram que em determinado momento do voo o piloto deixou o cockpit do avião para ir ao banheiro. Naquele momento, o co-piloto, de nacionalidade alemã, se trancou sozinho na cabine de comando.

Ele então alterou o sistema de orientação do avião para iniciar a descida. O piloto bateu na porta da cabine para voltar, mas o co-piloto permaneceu em silêncio.

“Eu penso que voluntariamente ele se recusou a abrir a porta e apertou o botão para o avião descer”, disse Robin.

O promotor disse acreditar que que o co-piloto cometeu suicídio. O co-piloto foi identificado com Andreas Lubitz.

O Airbus 320, que fazia o voo entre Barcelona e Duesseldorf, atingiu uma montanha na terça-feira após cair por 8 minutos. Todos os 150 passageiros e tripulantes morreram.


Talvez você também goste