Ceclima: Focos de calor dobraram no Amazonas

O número de registros cresceu 195,76% na Amazônia Legal em comparação com o mesmo período de 2011;  boletim divulgado pelo Centro Estadual de Mudanças Climáticas também apontou as áreas de risco na região amazônica

Quarta-feira, 08 de Agosto de 2012 - 18h08 | Brasil

Falberni Costa/EMBREPA/Divulgação
247-O número de focos de incêndio registrados no Amazonas praticamente dobraram entre 30 de julho e 5 de agosto quando comparado com o mesmo período do ano passado. O boletim climático divulgado pelo Centro Estadual de Mudanças Climáticas (Ceclima) também apontou as áreas de risco de fogo na região amazônica.

Na análise atual, o Amazonas ocupa o quinto lugar no ranking, com o registro de 417 ocorrências contra 159 em 2011, um incremento superior a 162%. Em primeiro lugar aparece o Maranhão (945,9%). Logo em seguida estão o Mato Grosso (121,6%) e o Pará (120,9%). Rondônia, Amapá e Roraima registraram redução nos focos de calor.

Em toda a Amazônia Legal, o número de registros cresceu 195,76% em comparação com o mesmo período do ano de 2011. Entre 30 de julho e 5 de agosto deste ano foram identificados 4,11 mil pontos de queimadas, contra 1,39 mil registrados no exercício anterior

A maior concentração de calor foi registrada no município de Manicoré, na Região Sul do Estado. A cidade teve 67 focos apontados pelo levantamento do Ceclima. Logo em seguida aparece a localidade de Novo Aripuanã, com 42 focos de incêndios.

Segundo o documento, as maiores probabilidades de ocorrências estão na nas regiões de Boca do Acre, Humaitá, Manicoré, Canutama , Novo Aripuanã, Lábrea, e Apuí. Estas áreas estão classificadas como Risco de Fogo Crítico. Também foram qualificadas como Risco de Fogo Médio as cidades de Careiro da Várzea, Itacoatiara, Silves, Manacapuru, Careiro, Manaquiri, Autazes e Manaus.

 

Brasil 247
Compartilhe:

* Todos os campos são obrigatórios.

Editoria: Brasil

* Todos os campos são obrigatórios.