33°C 20°C

São Paulo, SP

31°C 18°C

Curitiba, PR

28°C 19°C

Belo Horizonte, MG

37°C 20°C

Rio de Janeiro, RJ

32°C 23°C

Porto Alegre, RS

30°C 23°C

Salvador, BA

Segunda-feira, 03 de Setembro de 2018 - 14h36

Pabllo Vittar chora ao lembrar agressão homofóbica na escola

Redação Mundo Positivo

Foto: Reprodução/Instagram

 

Em participação ao programa Altas Horas, na noite de sábado (1), Pabllo Vittar foi às lágrimas ao lembrar das agressões que sofria na época de escola.

 

"Foi um período difícil para mim. Eu tinha 10 anos na quinta série, uma criança gordinha, afeminada e do cabelo grande. Eu fui para a escola nesse primeiro dia muito contente, todo mundo queria chegar na quinta série. Troquei de escola e achei que ia fazer um monte de amigos novos. No primeiro dia me bateram e foi horroroso porque eu não tinha a quem recorrer. Tinha minhas irmãs, que estudavam comigo. Mas os professores não faziam nada", relatou a cantora.

 

Ao ficar com a voz embargada, a artista lembrou das palavras da mãe, Verônica Rodrigues. "Eu lembro de ter chegado em casa falando para minha mãe que não queria mais ir à escola. Minha mãe falou: 'você vai sim, sua vida inteira vai ser desse jeito, se você se esconder vai ser pior'".

 



publicidade:

publicidade:

publicidade: