Brasil Notícias

Palmeirense espancado por vereador corintiano morre em SP

[mp_script_post_header]

O torcedor do Palmeiras que foi espancado por um vereador da cidade de Francisco Morato e por outros corintianos em uma estação de trem na Grande São Paulo morreu na noite desta quarta-feira, segundo o Bom Dia SP. Segundo a Polícia Civil de São Paulo, o vereador e candidato a deputa estadual Raimundo César Faustino (PT-SP) foi um dos agressores de Gilberto Torres Pereira, 31 anos.

O confronto ocorreu na estação de trem da CPTM em Franco da Rocha quando torcedores do Palmeiras se preparavam para ir para o clássico contra o São Paulo, a ser realizado no estádio do Pacaembu. Segundo policiais militares que participaram da ocorrência, o vereador agrediu o palmeirense com um galho de árvore. Raimundo foi indiciado, inicialmente, sob acusação de tentativa de homicídio, rixa qualificada e por causar tumulto.

Um dia após a briga, o parlamentar foi até a delegacia, com rosto coberto por um capuz, e falou com a delegada sobre a briga. Segundo a versão de Raimundo, ele viu a briga e foi ajudar os corintianos que estariam acuados por palmeirenses. “Meu cliente só quer ajudar o povo”, disse o advogado de Faustino, Thiago de Siqueira Coscia.

Após a briga, dois corintianos e quatro palmeirenses foram presos. No ano passado, o vereador foi flagrado em outra briga de torcidas, dessa vez em Brasília, na partida entre Vasco e Corinthians. Na ocasião, a justiça desportiva puniu as equipes com perda de mando de campo, já que o confronto foi dentro do estádio.


Talvez você também goste