Mundo Notícias

Rebaixada, Espanha está a um passo de virar título podre

[mp_script_post_header]

:

Standard & Poors vê o país sem capacidade para enfrentar os desafios impostos pela crise europeia; bancos espanhois também são afetados pela decisão da agência de riscoNOVA YORK (Reuters) – A agência de classificação de risco Standard & Poor s rebaixou nesta quarta-feira o rating da Espanha em dois graus, para “BBB-“, citando um aprofundamento da recessão econômica que limita as opções políticas do governo para deter a crise.

O rebaixamento vem acompanhado de perspectiva negativa, refletindo a visão da agência de que há riscos significativos para o crescimento econômico e o desempenho orçamentário, além de ausência de uma direção clara nas políticas na zona do euro.

O movimento da Standard & Poor s veio em linha com o da Moody s, que também tem a Espanha sob a perspectiva de rebaixamento de seu rating atual de “Baa3”. Ambas as notas estão a um passo do status de “junk”, enquanto que a Fitch classifica o país como “BBB”, um grau acima, mas com perspectiva negativa.

“Em nossa visão, a capacidade das instituições políticas da Espanha (nacionais e multilaterais) para lidar com os graves desafios impostos pela atual crise econômica e financeira está diminuindo”, informou a S&P em comunicado.

Um porta-voz do Ministério da Economia espanhol afirmou à Reuters que o governo não comentou os rebaixamentos no rating.

O país está em recessão desde o início do ano, em sua segunda contração econômica em poucos anos, e o desemprego é persistentemente elevado em cerca de 25 por cento.

Receitas fiscais em queda e aumento dos custos com benefícios a desempregados atrapalham os esforços do governo para atingir uma meta de redução do déficit de 6,3 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), pactuada com a União Europeia.

Na esteira do rebaixamento, o euro caiu cerca de 0,25 por cento, nas operações estendidas em Nova York, após a divulgação da S&P.

“Isso está pesando no euro. Um rebaixamento da S&P pode ser acompanhado por outro da Moody s e, se por um lado a S&P não rebaixou a Espanha a (status) junk, a Moody s pode”, afirmou a diretora da BK Asset Management, em Nova York, Kathy Lien.

Mais cedo, os yields dos bônus de dez anos da Espanha caíram para 5,83 por cento. Esses yields chegaram a ficar acima de 7 por cento mais cedo no ano, mas recuaram desde o anúncio de um programa de compra de títulos do Banco Central Europeu (BCE).

(Reportagem de Daniel Bases, Luciana Lopez e Steven C. Johnson, em Nova York, e Fiona Ortiz e Carlos Ruano, em Madri)


Talvez você também goste