25°C 17°C

São Paulo, SP

21°C 16°C

Curitiba, PR

26°C 14°C

Belo Horizonte, MG

31°C 18°C

Rio de Janeiro, RJ

20°C 16°C

Porto Alegre, RS

28°C 23°C

Salvador, BA

Terça-feira, 20 de Dezembro de 2016 - 17h31

Saiba como o 'vírus do bem' combate as ameaças online

Publieditorial

 

Foto: Mundo Positivo

 

Já ouviu falar em “vírus do bem”? No início do mundo cibernético, alguns usuários brincalhões criavam vírus inofensivos, dos quais surgiam mensagens divertidas e pequenos sustos que não levavam a lugar nenhum. Nesta mesma época, alguns desses malwares até ajudavam outras pessoas a combater hackers e pragas online, porém hoje, os tempos são outros.

 

Uma das histórias mais conhecidas ocorreu em 2003. Na época, o vírus Welchia – criado para ser um código malicioso – acabou tendo efeito reverso. Ele ajudou a eliminar o perigoso Lovesan, mais conhecido como Blaster. Enquanto o vilão atacava os sistemas Windows 2000 e XP, o “vírus bonzinho” o removia do HD e eliminava a vulnerabilidade da máquina.

 

LEIA MAIS

+ Cinco golpes mais comuns da internet
+ Quais são os tipos de vírus de computador?
+ Cobrir a câmera do notebook impede acesso de hackers?
+ Proteja-se! Vírus que causou problemas na Europa chega ao Brasil

 

Vírus Mirai

No mês de novembro, o site de códigos e compartilhamento de projetos voltados à tecnologia de informação, GitHub, tornou-se notícia após um pesquisador – não identificado – revelar a criação de um “vírus do bem” para combater o Mirai, uma praga digital que se espalha em sistemas frágeis  e que possuem senhas fracas. Normalmente, cibercriminosos o utilizam para tomar controle de câmeras, gravadores digitais e outros dispositivos multimídias.

 

De acordo com o programador responsável, o “vírus anti-Mirai” era apenas um projeto acadêmico, o qual poderia ser adaptado por empresas e provedores que quisessem propagá-lo no intuito de acabar com o outro vírus.

 

Entretanto, é sempre bom lembrar que não existe ética neste procedimento. Embora inofensivo, ele ainda tem caráter de danificar os sistemas operacionais de computadores, tablets e smartphones. Logo, é indispensável o uso e atualização de antivírus em qualquer dispositivo de uso. 

 

Foto: Mundo Positivo

 

Gostou da matéria? Siga a McAfee no Twitter e fique sempre por dentro das dicas de segurança digital

 

Quer saber mais sobre segurança na internet? A McAfee, maior empresa especialista em tecnologia de segurança do mundo, tem dicas e soluções que ajudam a proteger os consumidores e as empresas de todos os tamanhos contra os malwares e as ameaças online mais recentes. Para mais informações, acesse o site: http://www.mcafee.com/br.


publicidade:

publicidade:

publicidade: