Mundo Tech Tecnologia

Retrospectiva: Os melhores episódios de Game of Thrones

Retrospectiva: Os melhores episódios de Game of Thrones - 1

*Matéria com colaboração de Laísa Trojaike, membro da Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Norte (ACCiRN) e do Cineclube Natal

O início: Winter is Coming (O Inverno Está Chegando)

Já não é incomum ouvirmos de alguém a seguinte frase durante a indicação de uma série: “Começa ruim, mas depois fica boa.” Game of Thrones provavelmente se distancia disso. O episódio piloto vendeu a série. Toda a primeira temporada é um completo sucesso: agradou a esmagadora maioria de fãs dos livros e conquistou espectadores diversos como não se via há tempos. Esse episódio, que antes havia sido dirigido por Thomas McCarthy em 2009, foi regravado um ano depois com direção de Timothy Van Patten, nome conhecido por séries como Sex and the City, The Wire, Deadwood, Rome, The Sopranos e Boardwalk Empire.

O livro tem uma estrutura que é complexa para uma obra audiovisual: Cada capítulo conta as Crônicas de Gelo e Fogo a partir da perspectiva de um personagem, com sua própria história, personalidade e caráter emocional permeando a trama. E não são poucos os personagens centrais: Bran, Catelyn, Daenerys, Eddard, Jon, Arya e Tyrion. Isso somente no primeiro livro. O primeiro episódio mostrou que os roteiristas, David Benioff (de X-Men Origens: Wolverine) e D.B. Weiss (criador da série Confederate), conseguiram reunir as diferentes perspectivas harmonicamente nos próprios personagens e não na narrativa, que segue uma linha única e coesa.

A diversidade de famílias e povos faz de Game of Thrones uma série fácil de ser amada por um grupo bastante plural. Logo somos apresentados ao difícil trabalho da Patrulha da Noite, à realeza dos Lannisters, à honra dos Starks, à difícil trajetória de sobrevivência dos irmãos Targaryen, à intrincada trama de jogos de poder que envolve o Trono de Ferro e à fantasia na forma dos White Walkers (Vagantes Brancos) e dos lobos gigantes.

Eis que nasce uma série que fisgou os espectadores desde a sua primeira exibição na HBO, em 17 de abril de 2011. A emissora, vendo o fim de GoT chegar, tem tentado, sem sucesso, encontrar outra série que venha a substituí-la. Complicado ao se pensar que se trata de um trabalho que entrou no hall dos triunfos nerds (e foi muito além) como Senhor dos Anéis e Harry Potter.

Além do piloto, outros episódios merecem completo destaque por sua forma e conteúdo. Então, vamos por parte agora. Um a um, contornaremos os melhores episódios das sete primeiras temporadas de uma série que chega para a sua reta final.

Cuidado! A partir daqui, a retrospectiva está repleta e recheada de spoilers!

1ª temporada

 

S01E04 – Cripples, Bastards, and Broken Things (Aleijados, Bastardos e Coisas Partidas): O quarto episódio não é memorável por alguma morte, mas contém um dos principais pontos de todas as tramas da série: Informação é poder. Ned Stark vai cada vez mais a fundo na investigação sobre a morte de seu antecessor e o complicadíssimo jogo de comunicação tecido entre Mindinho e Varys fica cada vez melhor. Não é à toa que nesse episódio temos o surgimento do cativante Samwell Tarly, o nerd da história, excelente atuação de John Bradley no primeiro trabalho profissional da sua vida.

S01E06 – A Golden Crown (Uma Coroa Dourada): Winterfell dá os primeiros sinais do que está acontecendo além da muralha, mas a trama em Porto Real e Além do Mar Estreito é tão emocionante que ninguém quer saber do tal inverno que está chegando.

No Vale de Arryn, Tyrion nos dá mais uma amostra da sua perspicácia e inteligência. É um problema de roteiro quando saímos da imersão da história e percebemos que o texto está forçando a barra para que o personagem não morra. Tyrion no Vale de Arryn tinha tudo para apresentar essa falha, mas os episódios anteriores construíram tão bem o personagem que o espectador sabia que ele não iria morrer nas mãos de regentes loucos (Lysa Arryn e seu filho) por causa de algum deus ex machina. A salvação viria de sua inteligência. Nesse ponto da série, já são muitos os fãs de Starks que amam um Lannister.

Por falar em Stark, é nesse episódio que Ned faz um teste de paternidade a partir do cabelo de Joffrey: o menino é loiro como um Lannister e como um Baratheon jamais foi. Se como Baratheon Joffrey já não era herdeiro legítimo do trono, como Lannister era ainda menos.

Mas o Melhor estava Além do Mar Estreito: Daenerys é apresentada como uma menina, praticamente uma criança, frágil, boba, subjugada pelo irmão e submetida aos desejos de homens que ela nem sequer conhecia. Vendida para um “selvagem” e estuprada pelo próprio marido, a agora khaleesi já tinha dominado o coração do khal e, com o poder de uma criança em seu ventre, começou a ver seu irmão com outros olhos. Daenerys come um coração de cavalo inteiro e, se você já estava vibrando nessa parte, provavelmente seu coração parou quando Khal Drogo derrama ouro derretido na cabeça de Viserys: “Ele não era nenhum dragão. Fogo não pode matar um dragão.”

S01E09 – Baelor: #comoassimonedmorreu?

Nessa primeira temporada, sentimos na pele que a série, até então em conformidade com os livros de George R. R. Martin, não teria pena dos nossos corações.

S01E10 – Fire and Blood (Fogo e Sangue): A primeira temporada estabeleceu o início do desgaste do maior verão que Westeros já viu. E vai ter guerra, com humanos ou com as criaturas além da muralha. E vai ter dragão matando todo tipo de criatura. Daenerys ganhou os ovos de dragão, então, já esperávamos que ela desse um jeito de fazê-los chocar, só não imaginávamos que a emancipação dessa mulher incluísse a morte do seu companheiro e de seu filho.

2ª temporada

Retrospectiva: Os melhores episódios de Game of Thrones - 3

 

S02E01 – The North Remembers (O Norte Se Lembra): Mas é claro que ia ter mais gente querendo o trono de ferro! Conheça o irmão do falecido rei Baratheon: Stannis.

S02E05 – The Ghost of Harrenhal (O Fantasma de Harrenhal): Melisandre de Asshai, a Sacerdotisa Vermelha, havia aparecido no início da temporada e muitas vezes parecia ser apenas um embuste. Tudo muda quando ela dá à luz uma criatura de sombras que executa outro interessado no Trono de Ferro: o rei Renly Baratheon. Arya conhece Jaqen H’ghar e os trechos em Harrenhal ficam muito mais interessantes com esse personagem.

S02E06 – The Old Gods and the New (Os Deuses Antigos e os Novos Deuses): Se você ainda tinha sentimentos conflitantes sobre Theon Greyjoy, esse é o momento de odiá-lo (ou amá-lo, vai saber…). Tyrion Lannister dá um soco na cara de Joffrey – para nossa alegria.

S02E09 – Blackwater (Água Negra): Sor Davos Seaworth lidera a frota de Stannis Baratheon contra os Lannisters. A batalha é tão linda quanto é terrível: os navios são atacados com fogovivo. Tyrion vai para a batalha e quase morre quando é atingido no rosto (personagem favorito – ou não? – salvo da morte com sucesso… de novo).

S02E10 – Valar Morghulis: Sam vê o exército dos White Walkers. O inverno está cada vez mais perto, mas a pergunta que não quer calar é: O que é “Valar Morghulis”?

3ª temporada

Retrospectiva: Os melhores episódios de Game of Thrones - 4

 

S03E04 – And Now His Watch Is Ended (E Agora A Vigília Dele Terminou): Daenerys já não é a mocinha inocente há muito tempo e a cada episódio ela é uma mulher mais poderosa e inteligente. É aqui que ela não se deixa enganar, ganha o Exército Imaculado e passa a ser “Daenerys Nascida-da-Tormenta da Casa Targaryen, legítima herdeira do Trono de Ferro, legítima Rainha dos Ândalos e dos Primeiros Homens, Protetora dos Sete Reinos, a Mãe de Dragões, a Khaleesi do Grande Mar de Grama, a Não-queimada, a Quebradora de Correntes”, etc. e tal.

S03E05 – Kissed by Fire (Beijado Pelo Fogo): Aê, Jon Snow! Finalmente! Para a 8ª temporada: Daenerys é a próxima?

S03E07 – The Bear and the Maiden Fair (O Urso e a Bela Donzela): Nesse ponto, Theon já está sendo torturado há algum tempo, mas aqui é o momento no qual ele perde seu membro. Se você escolheu odiá-lo, agora pode começar a sentir pena (ou não).

S03E09 – The Rains of Castamere (As Chuvas de Castamere): Lembra que nosso coração não seria poupado? Mais Starks morrem, dessa vez traídos por Lorde Walder Frey. Arya iria precisar de três temporadas para se vingar devidamente. Nesse ponto, já é possível que exista um encantamento por Sandor “Cão de Caça” Clegane.

4ª temporada

Retrospectiva: Os melhores episódios de Game of Thrones - 5

 

S04E02 – The Lion and the Rose (O Leão e a Rosa): Talvez possamos elencar como a segunda melhor e mais comemorada morte de todos os episódios de Game of Thrones até o momento: Adeus, Joffrey!

S04E04 – Oathkeeper (Cumpridora de Promessas): Lembram do selvagem Craster? Ele tinha mulheres, que eram suas filhas e com as quais fazia mais filhos: se nascia uma menina, era dele; se nascia homem, ele entregava os bebês aos White Walkers. Nesse episódio, vemos que as crianças são transformadas em White Walkers. Será que veremos mais sobre isso na 8ª temporada?

S04E08 – The Mountain and the Viper (A Montanha e a Víbora): Tyrion está novamente envolvido em um julgamento por combate. Sim, novamente ele usa a estratégia de que alguém lute em seu lugar e esse alguém é Oberyn Martell. Haja coração! Na luta contra o Montanha, Oberyn quase vence, mas, ao baixar a guarda por um momento, Montanha o derruba e fura seus olhos, confessa o assassinato de Elia e depois esmaga seu crânio. Tyrion é declarado culpado. Ainda bem que não é final de temporada!

S04E09 – The Watchers on the Wall (Os Patrulheiros da Muralha): A muralha não só protege os sete reinos dos White Walkers, mas também dos selvagens e… dos gigantes. Todo o nono episódio é focado na batalha que acontece entre a Patrulha da Noite e os selvagens e mais um coração partido (talvez não o nosso, mas o de Jon Snow): Ygritte morre. Há muita intriga com os selvagens, mas tudo isso é o início de uma longa parceria.

S04E10 – The Children (As Crianças): Um dos dragões de Daenerys sumiu. Jon reencontra Mance Rayder. Bran finalmente começa a parecer muito mais do que um garoto com necessidades especiais que tem visões. Arya abandona o Cão para morrer. Muitos ganchos para a próxima temporada, mas nada supera Tyrion encontrando seu pai na privada e o matando com uma besta.

5ª temporada

Retrospectiva: Os melhores episódios de Game of Thrones - 6

 

S05E06 – Unbowed, Unbent, Unbroken (Não Rebaixados, Não Curvados, Não Quebrados): Muitas coisas acontecem na primeira metade da quinta temporada, mas nada tão memorável quanto a sua segunda parte. Nesse episódio, Ramsay Snow, que já era uma figura detestável, estupra Sansa. Desejo: que esse cara tenha uma morte que seja o nosso prazer.

S05E10 – Mother’s Mercy (A Misericórdia da Mãe): Myrcella? Morreu envenenada. Arya? Matou Sor Meryn lindamente. Tyrion e Varys? Peças-chave na talvez futura vitória de Daenerys. Stannis? Morto por Brienne. Ramsay? Tá vivo ainda! Cersei? Caminhada da vergonha… nua. Jon Snow? MEU DEUS, ELE MORREU! Certo… talvez nem tenhamos ficado com o coração na mão. Quase todo mundo já sabia, esperava ou desejava que a série revivesse ele.

6ª temporada

Retrospectiva: Os melhores episódios de Game of Thrones - 7

 

S06E01 – The Red Woman (A Mulher Vermelha): Melisandre provou que tem poderes, mas é odiada por personagens e por fãs da série porque matou uma criança inocente para nada. Agora, vemos a sua verdadeira aparência: 50% feiticeira, 50% embuste. Essa temporada promete!

S06E01 – Home (Lar): Depois de um suspense sem sentido, mas que funciona, Jon volta à vida.

S06E03 – Oathbreaker (Quebrador de Promessas): Arya agora é ninguém.

S06E04 – Book of the Stranger (O Livro do Estranho): Daenerys queima os khals que recusaram a sua oferta: agora os Dothraki se ajoelham diante dela.

S06E05 – The Door (A Porta): Durante uma visão, Brandon é tocado pelo Rei da Noite. Consequências: morrem o Corvo de Três Olhos, muitos Filhos da Floresta, o lobo Verão e Hodor (que era como era por causa de Brandon). Que droga, heim?! Depois de tudo isso, acaba que Brandon é o novo Corvo de Três Olhos. Será que ele terá um papel maior na 8ª temporada?

S06E06 – Blood of My Blood (Sangue do Meu Sangue): Benjen Stark aparece como assombração e depois apareceria de novo na temporada seguinte: um excelente deus ex machina.

S06E07 – The Broken Man (O Homem Quebrado): Sandor “Cão de Caça” Clegane está vivo.

S06E08 – No One (Ninguém): Arya finalmente decide que é Arya Stark de Winterfell ao invés de Ninguém.

S06E09 – Battle of the Bastards (A Batalha dos Bastardos): Episódio muitíssimo elogiado, aqui vemos Starks versus Ramsey. Uma batalha memorável. Rickon nem teve oportunidade de ser um Stark relevante e morreu. A morte de Joffrey talvez só perca para a de Ramsey em satisfação do espectador: Sansa visita a cela na ele (Ramsay) está aprisionado e… solta os cães famintos para que ele seja devorado vivo.

S06E10 – The Winds of Winter (Os Ventos do Inverno): Cersei explode o Septo de Baelor com fogovivo. Mortos: o Alto Pardal, Margaery, Mace e Loras Tyrell, Lancel e Kevan Lannister, soldados da Fé Militante e vários outros nobres presentes na cerimônia. As mulheres tomaram as rédeas de quase todos os arcos de Game of Thrones.

7ª temporada

Retrospectiva: Os melhores episódios de Game of Thrones - 8

 

S07E01 – Dragonstone (Pedra do Dragão): Não se via um início de temporada tão impactante desde o lançamento da série: Arya envenena todos os homens Frey.

S07E03 – The Queen’s Justice (A Justiça da Rainha): Jaime foi misericordioso ao matar Olenna com um veneno indolor, mas antes de morrer ela confessa que era a assassina de Joffrey.

S07E05 – Eastwatch (Atalaialeste): Após curar Sor Jorah do Escamagris, Samwell rouba vários livros e foge. Se conhecimento é poder, podemos esperar que ele tenha um grande papel na 8ª temporada?

S07E06 – Beyond the Wall (Além da Muralha): Pior roteiro de todos os episódios de Game of Thrones: Jon reúne uma galera para capturar um walker e eles (Jon e sua galera) ficam cercados. Dá tempo de enviar Gendry a pé para Atalaialeste, enviar um corvo para Daenerys, Daenerys discutir com Tyrion, Daenerys pegar os dragões e salvar o dia. Jon fica para trás lutando heroicamente e sem motivo contra uma horda de mortos-vivos. Cai na água congelante e sai sozinho. Prestes a morrer pela novamente, ele é salvo por (rufem os tambores!) Tio Benjen, que se sacrifica para que Jon consiga fugir (assombrações podem fazer isso?). Jon aceita Daenerys como rainha e promete o Norte a ela. Podemos marcar esse episódio como o início do romance?
O melhor do episódio é o resgate de Viserion, morto por um White Walker que, posteriormente, o transforma em um morto-vivo.

S07E07 – The Dragon and the Wolf (O Dragão e o Lobo): Sim, até onde sabemos, Daenerys foi a segunda de Jon. Será que a atração deles é de sangue, já que Jon é um Targaryen? Fogo e gelo nas mesmas veias, heim, Jon?! Theon finalmente faz algo e resgata Yara. Arya recebe a permissão de Sansa para matar Mindinho. Cersei não abre mão do poder e perde Jaime. Viserion ajuda a derrubar a muralha.

O inverno chegou.

Retrospectiva: Os melhores episódios de Game of Thrones - 9

 

E para você? Quais são os melhores episódios? Consegue elencar? Deixe sua opinião e, de repente, poderemos manter viva uma série que pode não ser perfeita, mas que é das produções televisivas mais relevantes e influentes do século XXI.


Talvez você também goste