Ciência & Tecnologia Tecnologia

Lembramos mais de posts do Facebook do que de livros ou rostos

Por Lucas Agrela

Melhor pensar duas vezes antes de publicar alguma coisa. O Facebook é atualizado cerca de 30 milhões de vezes por dia em todo o mundo. Seria normal imaginar que muitas dessas informações seriam lidas e então simplesmente apagadas da nossa memória.

Mas um estudo publicado no jornal Memory and Cognition nesta semana mostrou que uma linha que escrevemos no Facebook é 1,5 vezes mais gravado em nosso cérebro do que uma linha de um livro e duas vezes mais do que rostos. Esses números representam uma grande diferença no comportamento da memória, segundo pesquisadores.

De acordo com informações da Mashable, os especialistas não esperavam esse resultado. “Ficamos realmente supresos”, afirmou Laura Mickes, pesquisadora nas universidades de San Diego e de Warwick. “Esse estudo nos deu uma prévia muito útil sobre quais informações nós temos tendência de nos lembrar”.

Leia Mais
Cansou do Instagram? Confira dez aplicativos para tirar fotos estilosas
Conheça cinco programas que unificam as suas redes sociais

Os participantes da pesquisa analisaram mais de 200 posts anônimos no Facebook. Os pesquisadores usaram publicações que tinham o mesmo número de caracteres que uma linha de livro e eliminaram quaisquer irregularidades que pudessem torná-los mais memoráveis.

Entre outros fatores, os pesquisadores afirmaram que a proximidade da linguagem usada nas redes sociais com a língua falada ajuda a tornar as publicações mais fáceis de lembrar, diferentemente de frases mais elaboradas, como as que compõe os livros.

A pesquisa foi realizada em uma parceria entre Daniel Bajic, Ryan Darby e Vivian Hwe da universidade de UC San Diego, e Jill Warker da universidade de Scranton.

Foto: Flickr


Talvez você também goste