Mundo Tech Tecnologia

Nave da Blue Origin é testada com sucesso; voos tripulados acontecem em 2019

A nave New Shepard, da Blue Origin, foi testada com sucesso nesta semana. O lançamento aconteceu no Texas na quarta-feira (23), com a nave decolando, separando-se de seu booster, subindo a uma altura de 106,9 km e, então, retornando à Terra com pára-quedas.

A empresa explica que este voo do sistema reutilizável New Shepard, o primeiro em mais de seis meses, forneceu dados de testes adicionais para a empresa, rumo ao primeiro voo tripulado — que deve acontecer ainda em 2019. Na ocasião, a nave levou consigo oito cargas de pesquisa patrocinadas pela NASA, ainda por cima.

Quanto ao cronograma de enviar pessoas ao espaço com a New Sheppard neste ano, Ariane Cornell, chefe de vendas da empresa, indicou que, caso qualquer coisa dê errado nesse meio tempo, o voo tripulado pode atrasar. Ela ressaltou que a Blue Origin não vai comprometer a segurança para cumprir datas arbitrárias, mas o sucesso deste teste não tripulado indica que os voos tripulados podem acontecer muito em breve, como se espera.

Interior da cápsula da New Shepard, que levará turistas para a órbita da Terra (Foto: Blue Origin)

A empresa ainda não começou a vender ingressos para o passeio turístico espacial que terá duração de 11 minutos, com a cápsula acomodando seis pessoas ao mesmo tempo. Esses viajantes civis terão a oportunidade de experimentar a sensação de ausência de peso por alguns minutos, sentindo-se como astronautas por um dia.

O voo de teste simulou o mesmo trajeto que será feito com os voos comerciais tripulados, e este foi o quarto voo realizado com o conjunto de veículos (foguete e nave). A Blue Origin, inclusive, já está testando em solo o propulsor Tail 4, este que será o utilizado para levar humanos ao espaço.

Já sobre a rivalidade da empresa com a Virgin Galactic no que diz respeito ao turismo espacial, a Blue Origin diz que não está em uma “corrida” com a concorrente. A Virgin já conseguiu fazer um voo de teste com sucesso em dezembro do ano passado, quando sua nave foi capaz de voar acima de 80 km de altitude pela primeira vez. A empresa, inclusive, disse já ter vendido ingressos deste passeio espacial para mais de 500 pessoas, e pode começar seu programa de turismo na órbita da Terra já no final de 2019. Contudo, ainda que uma altitude maior de 80 km já seja considerada área espacial, a New Shepard da Blue Origin será capaz de voar acima de 100 km, região que, segundo Cornell, é “a linha de espaço internacionalmente reconhecida” — dando aquela alfinetada na Virgin Galactic, claro.

Fonte: Canaltech


Talvez você também goste