Esportes Futebol

Após lesões, Ney Franco admite cautela contra o Santos

[mp_script_post_header]

Todo cuidado é pouco para o Vitória. Na lanterna do Campeonato Brasileiro, com apenas 15 pontos, a equipe baiana viaja para São Paulo, onde enfrenta o Santos, 11°, neste sábado, às 18h30. Os rubro-negros, porém, terão quatro desfalques para a partida: Wilson, Escudero, Roger Carvalho e Kadu foram vetados.

Além disso, Luiz Gustavo, Richarlyson e Marcinho não puderam participar do último treinamento preparatório para o jogo, válido pela 19ª rodada da Série A, e o técnico Ney Franco precisou mudar o planejamento para a atividade. Todos estes fatores fazem com que o técnico adote uma postura cautelosa neste momento.

“Se você passar em todos os clubes brasileiros hoje, você vai perceber que, nessa época do ano, principalmente quando entra o mês de outubro, as equipes têm um índice muito alto de lesão, não é só o Vitória. Temos uma maratona de jogos e isso prejudica a todos. Você tem que tomar um cuidado enorme. Hoje, por exemplo, a gente teve que cancelar um trabalho tático, porque hoje tínhamos três jogadores com possibilidade de entrar no jogo amanhã como titulares sem condições de treinamento, porque jogaram na quarta – Luiz Gustavo, Richarlyson e Marcinho. Além dos três, dentro do campo tinha os jogadores que jogaram o tempo todo com possibilidade de iniciar o jogo de amanhã. A gente perdeu um dia de descanso dos atletas. Então a gente preferiu segurar o treinamento hoje para não correr nenhum risco de lesionar mais jogadores para esse jogo de sábado contra o Santos”, explicou o técnico.

Dentre os jogadores lesionados, o principal deles é Escudero. O argentino fez poucos jogos no ano, por conta de uma grave lesão no joelho, e está afastado do jogo de sábado por conta de um problema muscular na coxa. O problema não é grave e ele deve ser liberado para o jogo de quarta, contra o Internacional, mas Ney Franco não deixa de lamentar a ausência de um jogador que é considerado peça fundamental. Hoje, o comandante do Vitória dedicou elogios ao jogador tanto no plano técnico quanto no tático.

“A gente sabe que o Escudero é um jogador que, dentro de campo, dá opção ao treinador, além da parte técnica, na parte tática. É um jogador muito inteligente, que, daquele lado esquerdo do campo, dá muitas opções de posicionamento, de variação de posicionamento. É um jogador que, pelo tempo que ficou parado, merece um tratamento especial. Ele se apresentou ainda com edema. Vamos preparar esse jogador para o jogo contra o Internacional, que vai ser na quarta-feira da semana que vem. A gente sabe que ele dá uma qualidade ainda maior à nossa equipe, então o grande objetivo agora é colocar Escudero dentro de campo e recuperar sempre para o jogo seguinte”, finalizou.


Talvez você também goste